PUB

Covid-19 | Tomar passa a concelho de risco elevado com novas medidas e restrições

Tomar entra a partir das 00h00 do dia 24 de novembro, terça-feira, num novo regime de medidas a adotar no âmbito da pandemia de covid-19, tendo sido incluído na lista dos concelhos de risco elevado, ou seja, no segundo de quatro níveis de risco (com valores acima dos 240 casos por cada 100 mil habitantes, mas abaixo de 480), no qual também se encontram os municípios de Entroncamento, Torres Novas, Sardoal e Vila Nova da Barquinha.

PUB

A socialista Anabela Freitas, presidente da Câmara de Tomar, aproveitou a reunião de executivo camarário de segunda-feira, dia 23, para apelar a que a comunidade redobre cuidados e atenção, uma vez que o vírus “está na comunidade, quer escolar, quer fora”, não existindo circunscrição dos casos além do surto num lar do concelho, onde se verificaram dois óbitos. Na cidade, a Escola Secundária de Santa Maria do Olival é a única do Médio Tejo encerrada por motivo de surto.

Na manhã desta segunda-feira a Comissão Municipal de Operações de Proteção Civil de Tomar reuniu “para avaliar e acompanhar a situação epidemiológica no concelho, bem como debater os assuntos relacionados com a entrada do novo estado de emergência, a inclusão de Tomar na lista dos concelhos de risco elevado e as consequentes medidas a adotar”.

PUB

Assim, por Decreto nº 9/2020 de 21 de novembro, da presidência do Conselho de Ministros e deliberação da presidente da Câmara de Tomar, a autarca destaca um conjunto de medidas específicas além das medidas gerais que vão estar em vigor a partir das 00h00 desta terça-feira, 24 de novembro.

Permanecem enquanto medidas gerais referentes ao atual Estado de Emergência o uso obrigatório de máscara nos locais de trabalho; proibição de circulação entre concelhos das 23h00 de 27 de novembro até às 05h00 de 2 de dezembro e das 23h00 de 4 de dezembro até às 05h00 de 9 de dezembro; suspensão da atividade letiva nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro; tolerância de ponto nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro.

Enquanto medidas específicas (artigos 35º a 39º) referentes à inclusão do concelho de Tomar nos concelhos de risco elevado de contágio da covid-19, deve ser tido em conta:

  1. Proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 05h00;
  2. Teletrabalho obrigatório;
  3. Os equipamentos culturais e desportivos encerram às 22h30;
  4. Os estabelecimentos comerciais encerram até às 22h00 (exemplo: cafés e pastelarias);
  5. Os estabelecimentos de restauração encerram até às 22h30;
  6. Estabelecimentos de restauração e similares, exclusivamente para entrega ao domicilio, encerram até à 1h00
  7. O horário de abertura dos estabelecimentos é a partir das 9h00.
  8. A feira semanal que acontece às sextas-feiras no espaço exterior do mercado continuará a decorrer, mas com medidas mais restritivas como o uso obrigatório de máscara para feirantes e clientes.

A autarca Anabela Freitas deu ainda conta que as reuniões de Câmara passarão a ser realizadas por videoconferência, sendo que a realização da próxima sessão de Assembleia Municipal será debatida para poder realizar-se ou por videoconferência ou em regime misto, com representantes das bancadas presentes juntamente com a mesa de Assembleia e executivo municipal, e os restantes deputados por videoconferência.

Além das medidas anunciadas, mantêm-se a possibilidade de medição de temperatura corporal; apoio com recursos humanos ao reforço da capacidade de rastreio; proibição de venda de bebidas alcoólicas em áreas de serviço ou postos de abastecimento de combustíveis e a partir das 20h00 nos estabelecimentos de comércio a retalho, supermercados, hipermercados, estabelecimentos de take away; proibição de festejos, atividades lúdicas ou recreativas em contexto académico.

O Município recorda o apelo direcionado às entidades privadas para dispensa dos trabalhadores nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro.

Mais informa que a Comissão Municipal de Operações de Proteção Civil “mantém o acompanhamento ativo das situações epidemiológicas detetadas na comunidade em geral, bem como em instituições, como é o caso dos lares”.

As forças de segurança “farão um reforço da vigilância na via pública e irá ser solicitado à Autoridade Para a Condições do Trabalho (ACT) reforço da vigilância nos locais de trabalho”.

Tomar registou, na semana entre 16 e 22 de novembro, 91 novos casos e 2 óbitos. No total, já foram infetados no concelho 402 pessoas, tendo recuperado 217. Existem 180 casos em vigilância, segundo dados da USPMT – Unidade de Saúde Pública do ACES Médio Tejo.

PUB
PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).