PUB

Covid-19 | Surtos com 26 casos em Lar na Parreira e com 12 na Resitejo

No Lar do Centro de Apoio Social da Parreira foram identificados 26 casos positivos de Covid-19, entre utentes e funcionários, a par de 12 casos num outro surto na Resitejo e alguns em escolas, revelou o Presidente da Câmara Municipal da Chamusca.

PUB

Paulo Queimado adiantou que, durante a tarde de quinta feira, dia 3, a Câmara reuniu no local com a Direção da instituição, Proteção Civil, Saúde Pública, Instituto da Segurança Social e União de Freguesias da Parreira e Chouto “para dar resposta às necessidades imediatas dos utentes, de acordo com no plano de contingência”.

Em relação ao surto na RESITEJO, atingiu o pico de 12 casos positivos, a que se juntam os surtos localizados nos vários estabelecimentos de ensino.

PUB

Com este aumento de casos é mais que certo que Chamusca vai entrar na lista dos Concelhos de Risco Extremamente Elevado a partir de dia 9, “com todos os constrangimentos para a comunidade e empresas do concelho que ficarão limitados na sua atividade”, lamenta o autarca.

O concelho da Chamusca registava na quinta feira, dia 3, uma diminuição de 10 casos ativos de Covid-19.

São atualmente 43 os casos ativos e 83 em vigilância ativa. Desde o início da pandemia registaram-se 161 casos confirmados, dos quais 113 recuperados.

Através da Subcomissão e do Grupo Operacional da Comissão Municipal de Proteção Civil, o Presidente da Câmara tem acompanhado a evolução da situação epidemiológica no concelho.

O Município, em articulação com os Bombeiros e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), tratou de formar quatro elementos, ao mesmo tempo que adquiriu o equipamento e material de desinfeção e descontaminação, nomeadamente de pulverização e nebulização, necessários para dar resposta às necessidades do concelho. Até ao momento já foram feitas operações de descontaminação e desinfeção no centro escolar da Chamusca e no Jardim de Infância da Carregueira.

“Nunca é demais pedir que, por favor, não descuremos todas as medidas de proteção. Todos os cuidados são poucos”, apela o autarca da Chamusca.

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).