- Publicidade -

Covid-19 | Surto na Misericórdia de Mação evolui favoravelmente, mas há novos casos em IPSS e nos bombeiros (C/ÁUDIO)

A evolução no surto da Santa Casa da Misericórdia de Mação está decorrer favoravelmente, com recuperação de utentes, segundo balanço na reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil, ocorrida esta segunda-feira, e conforme confirmou ao mediotejo.net o autarca maçaense, Vasco Estrela. A preocupação reside agora na crescente disseminação do vírus pela comunidade, e aparecimento de surto na corporação de Bombeiros Voluntários, bem como novos casos em lares e IPSS. Os testes foram repetidos esta semana, segundo o autarca, temendo que daí advenha aumento do número de casos no concelho nos próximos dias.

- Publicidade -

No surto da Santa Casa da Misericórdia, registo para 34 utentes infetados nos dois lares, no chamado lar novo e no lar-sede. O autarca diz ter tido esta quarta-feira, dia 20, informação de dois utentes recuperados no lar-sede, o que é “um bom sinal”. Estão ainda confirmadas 15 colaboradoras infetadas.

“Hoje foram realizados mais testes, porque algumas colaboradoras que até à data não tinham tido sintomas, estavam a começar a apresentar sintomas”, explica.

- Publicidade -

No lar novo há registo para 9 utentes e 8 trabalhadoras positivas, “situação que, ao que julgo saber, se mantém”, afirma o autarca.

ÁUDIO: Vasco Estrela em balanço da situação covid-19 no concelho à data, com registo e novos casos noutras instituições e lares, e preocupação sobre a forma como o vírus se propaga indiscriminadamente na comunidade

 

A “situação problemática” incide agora nos Bombeiros Voluntários de Mação, com 7 bombeiros infetados. Quatro bombeiros testaram ontem inconclusivo e estão à espera para repetir o teste.

A situação mais “problemática” reside na corporação de bombeiros de Mação, com sete casos positivos. Foto: mediotejo.net

Noutros lares e IPSS do concelho também surgiram novos casos, como no lar de Ortiga, contabilizando-se uma colaboradora infetada, e estando a realizar-se testes na instituição.

O mesmo em São José das Matas, com registo para uma colaboradora infetada, e previsão de realização de testes na instituição.

Também no centro de dia em Aboboreira, que se deparou com um surto que envolveu mais de uma dezena de utentes e funcionárias, Vasco Estrela referiu que foram repetidos testes, tendo sido “uma situação que atingiu uma dimensão com algum significado” mas que ainda assim foi possível controlar o surto “sem grandes danos para os utentes”.

O presidente da Câmara refere que “parece que o surto grande que envolveu a Santa Casa da Misericórdia de Mação está em vias de resolução, ainda que tenha, seguramente, muitos dias pela frente. E começam a aparecer, aqui ou ali, um ou outro motivo de preocupação. Além de tudo isto, tenho uma enorme preocupação com o que vai sendo observado de alguma disseminação do vírus pela comunidade, o que é muito patente pelo que se vai observando, principalmente na sede de concelho”, destaca.

Agrupamento de Escolas Verde Horizonte – Mação. Foto: DR

O autarca disse também que a nível escolar “felizmente as situações estão controladas, evidentemente que há alunos em confinamento, e que haverá uma ou outra turma que não poderá ter aulas presenciais por esse motivo, mas até à data não há nenhum perigo que se possa evidenciar no Agrupamento de Escolas Verde Horizonte”. O diretor do Agrupamento de Escolas, por sua vez, confirmou que estão cinco alunos em confinamento por terem sido considerados contactos de risco.

Quanto ao respeito pelo dever de confinamento pela comunidade, o edil maçaense assume que se notam “menos pessoas a circular, parece-me que as pessoas interiorizaram bem mais a gravidade da situação que estamos a viver em Mação, no país, no mundo; nunca a situação foi tão dramática como é atualmente”.

No concelho “já foi mais dramática” a situação, mas alerta Vasco Estrela que “isso não nos deve deixar tranquilos porque todos os dias verificamos que estão a aparecer casos no concelho, o vírus anda claramente pela comunidade de forma indiscriminada. Portanto, não é pelo facto de, eventualmente, os números já terem sido piores que devemos baixar a guarda. Muito pelo contrário, os números atuais são de enorme preocupação, são graves, são muitas pessoas que estão em vigilância ativa, muitas pessoas infetadas no concelho, na região, no país”, sublinha.

Foto: mediotejo.net

“Qualquer mínimo de descuido evidentemente poderá trazer consequências. Todos nós estamos sujeitos a apanhar o vírus, temos exemplos mais variados em amigos, conhecidos, familiares… ninguém pode dar como garantido que está a salvo perante esta horrível pandemia que todos estamos a viver”, conclui.

Vasco Estrela deixou ainda, em jeito de apelo, algumas palavras de sensibilização e alerta à comunidade. “Temos todos de tentar fazer a nossa parte, sabendo que corremos vários riscos e, neste momento, o risco de contrair covid-19 é elevado”, disse.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).