- Publicidade -

Covid-19 | Surto afeta crianças e funcionários em Jardim de Infância e ATL da Sertã (c/áudio)

O Provedor da Santa Casa da Misericórdia da Sertã disse estar “expectante e apreensivo” quanto aos resultados dos testes Covid-19 a que vão ser sujeitos nesta quarta feira, dia 20 de janeiro, todos os colaboradores do Jardim de Infância e ATL O Pinheirinho.

- Publicidade -

Tavares Fernandes falava ao mediotejo.net após terem sido detetados vários casos na instituição. “Nesta altura temos dois colaboradores infetados e cinco, seis crianças no ATL também infetadas”, revelou.

ÁUDIO | Provedor da Santa Casa da Misericórdia da Sertã em declarações ao mediotejo.net:

- Publicidade -

A apreensão deriva do facto de um dos funcionários que testou positivo percorrer diariamente a instituição “de lés a lés”, como disse o Provedor. Além disso, há relações familiares entre funcionários e entre estes e algumas crianças que podem fazer disparar os números.

Para já estão duas salas encerradas do jardim de infância, bem como o ATL. As restantes estão a funcionar normalmente.

Como consequência desta situação e como medida de prevenção, alguns pais optaram por não levar as crianças para a instituição.

Nos dois lares de idosos da Santa Casa “não houve problemas nenhuns”, garante o Provedor.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).