Covid-19 | Sobe para cinco o número de militares da GNR infetados em Constância (c/áudio)

Depois de sinalizados três militares do Posto da GNR de Constância com o novo coronavírus, o número de militares infetados pelo SARS-CoV-2 subiu hoje para cinco. Os militares em causa estão no seu domicílio, assintomáticos e em isolamento profilático.

PUB

Com perto de mil militares em todo o distrito de Santarém, estes são os primeiros casos conhecidos de infeção por SARS-CoV-2 em profissionais da GNR na região desde o início da pandemia.

A informação foi confirmada ao mediotejo.net pela Delegada de Saúde Pública do ACES Médio Tejo, Maria dos Anjos Esperança, tendo a responsável dado hoje conta que o processo está a ser diagnosticado em termo de inquérito epidemiológico, para ver quem poderá mais ter de fazer testes ou ficar em isolamento profilático, e que os militares positivos estão em casa, em isolamento.

PUB

ÁUDIO DELEGADA DE SAÚDE:

Contactado pelo mediotejo.net, fonte do comando distrital da GNR destacou as rigorosas medidas internas para estes profissionais que estão em contacto direto diário com os cidadãos, desde logo pela rotatividade do pessoal, com trabalho em espelho, rotatividade das equipas e horários desfasados para que não se cruzem em períodos de serviço, além de uma rigorosa desinfeção do material e equipamentos habituais de manuseamento em trabalho.

Menos ajuntamentos e convívio fundamentais para reduzir transmissão – MAI

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, considerou hoje, por sua vez, que “menos” ajuntamentos e “menos dinâmica” social são dois fatores fundamentais para reduzir nas próximas semanas o número de infetados pela pandemia da covid-19.

“Menos ajuntamento, menos dinâmica social é fundamental para contribuir para que nas próximas semanas possamos reduzir o índice de transmissão da doença. É essa a nossa maior ajuda que damos àqueles estão a fazer aquilo que só eles podem fazer que é curar, tratar daqueles que estão doentes”, disse.

Eduardo Cabrita, que falava aos jornalistas à margem do compromisso de honra de 202 novos militares da GNR, inseridos no 42.º Curso de Formação de Guardas no Centro de Formação de Portalegre da GNR voltou a sublinhar que as forças de segurança estão a desenvolver neste período de emergência um trabalho que passa “essencialmente” pela pedagogia.

“Tem vindo a ser feita [fiscalização], como têm visto, numa dimensão essencialmente pedagógica, essencialmente de diálogo de responsabilidade, sabendo qual é que é o quadro legal aplicável e que permite às forças de segurança, quer a determinação de regresso ao domicílio, quer em situação limite com a cominação da prática do crime de desobediência”, disse.

Devido à pandemia, assistiram presencialmente à cerimónia de compromisso de honra apenas 18 novos militares da GNR, os restantes 184 efetuaram o compromisso assistido à cerimónia através da Internet, nas unidades onde foram colocados.

c/LUSA

PUB
Mário Rui Fonseca
A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).