Domingo, Fevereiro 28, 2021
- Publicidade -

Covid-19 | Só 150 trabalhadores poderiam beneficiar do teletrabalho, garante Câmara de Ourém

Face a uma notícia do mediotejo.net que dava conta que dos cerca de 550 trabalhadores do município de Ourém apenas 30 estão em teletrabalho por falta de condições tecnológicas, o presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque, fez saber que apenas cerca de 150 é que poderiam de facto beneficiar deste regime. Funcionários de escolas, de equipamentos já fechados ou que trabalham na rua não estão abrangidos por esta medida imposta pelo confinamento. Entretanto já há mais pessoas a trabalhar em casa, adiantou.

- Publicidade -

O tema surgiu com base numa denúncia que dava conta que o município de Ourém não estaria a cumprir com a obrigação de teletrabalho exigida em tempo de confinamento, encontrando-se apenas a trabalhar em casa funcionários que o haviam pedido por motivos de saúde.

O presidente Luís Albuquerque admitiu ao mediotejo.net o problema com a falta de meios tecnológicos que permitam alargar o teletrabalho, constatando que é uma situação similar a outros municípios. Mas não obstante no mapa de pessoal estejam registados mais de 550 trabalhadores, explicou ao mediotejo.net, apenas cerca de 150 se encontram nos edifícios municipais ainda abertos e, por tal, poderiam eventualmente ser abrangidos pela medida.

- Publicidade -

Neste momento, avançou, já são cerca de 40 que se encontram a trabalhar em casa. Os restantes foram divididos entre a Câmara de Ourém e o Centro Municipal de Exposições, havendo ainda três horários diferentes de entrada e saída, por forma a evitar aglomerações.

A grande maioria dos funcionários municipais não está, porém, abrangido pela possibilidade atual de teletrabalho, reiterou. A lei só obriga ao teletrabalho caso existam condições para o efeito, o que não acontece.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. A ver se percebo: a CMO tem apenas 20% das pessoas em teletrabalho, de um universo de 150 que poderiam estar nesse regime de trabalho? E depois queixam-se que as pessoas não ficam em casa e que não se consegue controlar a pandemia. E qual é o problema técnico que impede mais teletrabalho? As empresas privadas tiveram que gastar dinheiro para mandar para teletrabalho os seus trabalhadores, sob pena de multas pesadas, mas o setor público não tem essa obrigação? Não pode gastar meia dúzia de tostões para adquirir licenças de VPN? Desculpas de mau pagador…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).