Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Covid-19 | Restaurantes e bares passam a pedir certificado digital ou teste a partir deste fim de semana

A partir das 19h de sexta-feira, 6 de agosto, e durante todos os fins de semana e feriados, para fazer refeições no interior dos restaurantes ou para entrar num bar passa a ser obrigatória a apresentação do certificado digital ou de um teste negativo feito nas últimas 48 horas (ou realizar um teste rápido à entrada do estabelecimento). Estas regras aplicam-se em todo o território nacional, independentemente do grau de risco de contágio de covid-19 de cada concelho.

- Publicidade -

- Publicidade -

Só nas esplanadas não será necessário apresentar nem o certificado, nem um teste negativo, uma vez que essas exigências se aplicam apenas ao interior dos bares e restaurantes. Estes clientes podem também entrar nos estabelecimentos por breves momentos, de máscara, para ir à casa de banho ou fazer um pagamento.

No que respeita ao número de pessoas por mesa nos restaurantes, aplica-se a regra do máximo de 6 pessoas por mesa no interior, ou de 10 pessoas nas esplanadas.

- Publicidade -

O horário em vigor para bares e restaurantes é agora até às 02h00, deixando entrar novos clientes até à 01h00.

Sou diretora do jornal mediotejo.net e da revista Ponto, e diretora editorial da Médio Tejo Edições / Origami Livros. Sou jornalista profissional desde 1995 e tenho a felicidade de ter corrido mundo a fazer o que mais gosto, testemunhando momentos cruciais da história mundial. Fui grande-repórter da revista Visão e algumas da reportagens que escrevi foram premiadas a nível nacional e internacional. Mas a maior recompensa desta profissão será sempre a promessa contida em cada texto: a possibilidade de questionar, inquietar, surpreender, emocionar e, quem sabe, fazer a diferença. Cresci no Tramagal, terra onde aprendi as primeiras letras e os valores da fraternidade e da liberdade. Mantenho-me apaixonada pelo processo de descoberta, investigação e escrita de uma boa história. Gosto de plantar árvores e flores, sou mãe a dobrar e escrevi quatro livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome