Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Covid-19 | Região reporta 21 casos, com situação estabilizada em Constância

E ao terceiro dia parecem haver finalmente razões para que em Constância se possa respirar de alívio. Depois de dois meses “no vermelho”, com valores que chegaram a superar os 1000 casos por cada 100 mil habitantes, o pior parece ter já passado no concelho, onde não foi registado qualquer caso nas últimas 72 horas e há hoje apenas 4 pessoas em vigilância ativa.

- Publicidade -

- Publicidade -

Os valores atuais de Constância (644) reportam aos últimos 14 dias e refletem ainda a situação vivida nas últimas semanas, bem como os casos positivos detetados após os cerca de 4 mil testes realizados a toda a população, nas freguesias de Santa Margarida da Coutada, Montalvo e Constância.

FOTO-REPORTAGEM | TESTES À POPULAÇÃO EM CONSTÂNCIA

- Publicidade -

A região do Médio Tejo registou 21 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, em Alcanena (2), Entroncamento (4), Ourém (3), Tomar (7), Torres Novas (4) e Vila Nova da Barquinha (1).

Há 584 pessoas em vigilância ativa no Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo, a que se juntam 2 em Vila de Rei e 77 na Sertã, concelhos do ACES Pinhal Interior Sul. No total, há 663 pessoas a cumprir isolamento profilático nos 13 concelhos do Médio Tejo.

Segundo a nova matriz de monitorização da pandemia de covid-19, aprovada na passada quinta-feira em Conselho de Ministros, há dois concelhos em situação de alerta (Torres Novas e Entroncamento) e um em situação de risco elevado (Constância).

Desde o início da pandemia, registaram-se 14.931 casos positivos no Médio Tejo, de que resultaram 402 mortes.

Recuperaram da doença 14.025 pessoas, havendo hoje 504 casos ativos na região.

Portugal com 17 mortes, 2.590 casos e redução nos internados nas últimas 24 horas

De acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) estão hoje internadas 895 pessoas com covid-19, menos 29 em relação a sexta-feira, 195 das quais em cuidados intensivos, menos quatro nas últimas 24 horas.

A área de Lisboa e Vale do Tejo com 959 casos e a região Norte com 923 têm 72,6% do total das novas infeções verificadas nas últimas 24 horas.

As 17 mortes ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (10), na região Norte (4), na região Centro (1) e na região do Alentejo (2).

No que respeita às faixas etárias, 10 das vítimas mortais tinham mais de 80 anos, três entre os 70 e os 79, duas entre os 60 e os 69, uma entre os 50 e os 59 e uma entre os 40 e os 49 anos.

Relativamente ao total de 2.590 infeções nas últimas 24 horas, o boletim revela que 236 têm entre os 0 e os 9 anos, 467 entre os 10 e os 19 anos, 564 entre os 20 e os 29 anos, 391 entre os 30 e os 39 anos, 394 entre os 40 e os 49 anos, 215 entre os 50 e os 59 anos, 150 entre os 60 e os 69 anos, 80 entre os 70 e os 79 anos e 89 com mais de 80 anos.

Os dados divulgados pela DGS mostram também que há menos 1.555 casos ativos, totalizando 49.256 e que 4.128 pessoas foram dadas como recuperados nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 902.014 recuperados.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.361 pessoas e foram registados 968.631 casos de infeção.

*C/Lusa

Sou diretora do jornal mediotejo.net e da revista Ponto, e diretora editorial da Médio Tejo Edições / Origami Livros. Sou jornalista profissional desde 1995 e tenho a felicidade de ter corrido mundo a fazer o que mais gosto, testemunhando momentos cruciais da história mundial. Fui grande-repórter da revista Visão e algumas da reportagens que escrevi foram premiadas a nível nacional e internacional. Mas a maior recompensa desta profissão será sempre a promessa contida em cada texto: a possibilidade de questionar, inquietar, surpreender, emocionar e, quem sabe, fazer a diferença. Cresci no Tramagal, terra onde aprendi as primeiras letras e os valores da fraternidade e da liberdade. Mantenho-me apaixonada pelo processo de descoberta, investigação e escrita de uma boa história. Gosto de plantar árvores e flores, sou mãe a dobrar e escrevi quatro livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome