Covid-19 | Posto dos CTT de Tramagal mantém-se a funcionar após pressão da população

O Posto dos CTT de Tramagal, a funcionar no edifício da Associação Humanitária de Dadores de Sangue da Freguesia (AHDSFT), já não vai encerrar o atendimento ao público como medida preventiva de propagação e defesa dos funcionários do Covid-19, como anunciado, tendo a direção da AHDSFT decidido manter o posto aberto a partir de segunda-feira, com horário parcial (das 9:30 às 12:30), após manifestações de desagrado da população e da própria Junta de Freguesia.

“A pedido do nosso Presidente da Junta de Freguesia de Tramagal, o Sr. Vitor Hugo, e depois de ponderadas todas as situações possíveis, o Posto de CTT de Tramagal a funcionar na nossa Associação irá permanecer aberto mas com novo horário e regras de funcionamento”, anunciou hoje a AHDSFT, tendo feito notar na mesma publicação que, “segundo a Resolução do Conselho de Ministros, a qual ainda não foi realizado o Decreto, não estamos de modo algum obrigados a manter-nos abertos nem o somos pelos próprios CTT”.

Contactada pelo mediotejo.net, a presidente da direção da AHDSFT, Graça Alfaia, disse que a decisão de encerrar o único posto de correios na vila de Tramagal “foi devidamente ponderada” e na linha das “orientações emanadas do discurso do Presidente da República”, tendo feito notar que, “depois de avaliadas as reações de desagrado da comunidade e do apelo feito pelo próprio presidente de junta, decidimos reavaliar a situação e reabrir na segunda-feira, a tempo parcial e com novas regras”, uma situação está em permanente avaliação tendo em conta a evolução da pandemia no nosso país.

PUB

Vítor Hugo Cardoso, presidente da Junta de Freguesia de Tramagal, disse ao mediotejo.net que foi “apanhado de surpresa“ com o anúncio do fecho do posto dos CTT pela AHDSFT, tendo afirmado que “não faz sentido fechar serviços” essenciais à comunidade.

“Não concordei com a situação, a população também ficou desagradada, e eu e o próprio presidente de Câmara falámos com os responsáveis no sentido de reavaliarem a situação, o que foi bem aceite, pelo que na segunda-feira o posto de correios vai estar aberto, embora a tempo parcial”, concluiu.

PUB
Mário Rui Fonseca
A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).