Quinta-feira, Março 4, 2021
- Publicidade -

Covid-19 | Ourém contabilizou 531 infetados e 28 mortos em lares num mês

O município de Ourém contabilizou 531 funcionários e utentes de lares infetados com SARS-CoV-2 no mês de janeiro. Houve ainda 28 mortos a lamentar, de um total de 59 desde o início da crise sanitária, foi hoje revelado em reunião de executivo.

- Publicidade -

Segundo dados apresentados pela Proteção Civil do concelho durante a reunião de Câmara, em 17 instituições de respostas sociais registaram-se 531 casos de covid-19, dos quais 28 resultaram em óbitos.

O município de Ourém contabiliza 2.769 infetados desde o início da pandemia, dos quais 1.590 foram dados como recuperados. Há 59 óbitos e 1.120 casos ativos, informou o coordenador da proteção civil, Miguel Freire.

- Publicidade -

O responsável referiu que, entre o dia 19 de março e 30 de setembro de 2020, o concelho tinha 176 casos confirmados, o que dava uma média de 0,9 por dia.

Entre 1 de outubro e 31 de dezembro, Ourém contabilizava 990 casos positivos, aumentando para uma média de 11 por dia.

Só durante o mês de janeiro, o concelho registou 1.603 casos, ou seja, 51 por dia. “Destes, 559 registaram-se em equipamentos sociais. O aumento de casos tem relação direta com as respostas sociais, o que aumenta as nossas preocupações e nos consume mais recursos”, referiu Miguel Freire.

Em Ourém, já foram vacinados cerca de 3.000 utentes e funcionários de 49 estruturas sociais, informou ainda.

“Em algumas instituições não foi possível realizar a vacinação devido a surtos. Esta semana iremos avançar com a segunda dose, que poderá não ser dada também por haver surtos”, explicou Miguel Freire.

O presidente da Câmara, Luís Albuquerque (coligação PSD/CDS-PP Ourém Sempre), revelou ainda que se reuniu com as autoridades de saúde para delinear a estratégia para a segunda fase da vacinação, que pretende que arranque no dia 10.

O concelho de Ourém tem cerca de 40 mil habitantes.

“Encontramo-nos na pior situação de sempre quer ao nível do país quer do concelho de Ourém”, concluiu Miguel Freire. O responsável explicou que é difícil identificar as cadeias de contágio, que acontece sobretudo em ambiente familiar, tendo a pandemia acelerado no último.

Face a esta exposição, o vereador José Reis (PS) calculou que o concelho de Ourém encontra-se 17% acima da média nacional no que toca a contágios, frisando a má situação do concelho mesmo em relação ao restante país.

c/LUSA

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).