Covid-19 | Militar da GNR da Sertã em isolamento depois de teste positivo (C/AUDIO)

Quartel da GNR da Sertã. Foto: Google

Um militar do Destacamento Territorial da Sertã da GNR está infetado com Covid-19, de acordo com o teste cujo resultado positivo foi conhecido no domingo, dia 5, e hoje tornado público. O caso gerou natural apreensão no quartel da GNR onde estão colocados cerca de 40 operacionais. Mas, para já, ninguém foi enviado para quarentena profilática, todos os militares estão ao serviço de acordo com a escala, estando previsto que façam o teste durante a semana que agora se inicia, avançou ao mediotejo.net o capitão Jorge Massano.

Segundo disse o Oficial de Comunicação e Relações Públicas do Comando Territorial da GNR de Castelo Branco, apenas este militar está a cumprir a quarentena profilática em casa, sendo acompanhado pelo Centro Clínico da GNR, tendo acrescentado que os militares daquele destacamento foram contactados pelo Centro Clínico da guarda, que os mandou vigiar o aparecimento de eventuais sintomas, continuando a trabalhar. Ainda esta semana vão ser submetidos a testes de despistagem.

“Já foi identificado a nível interno quais os militares que estiveram em contacto com o militar infetado, através do acompanhamento do Centro Clínico da GNR, sendo que irão realizar e aguardar pelos resultados dos testes”, disse o capitão da GNR, tendo feito notar que foram acionadas as “medidas tidas por necessárias no âmbito do Plano de Contingência” da GNR e DGS.

PUB

Questionado sobre se o militar em causa seria o próprio Comandante do Destacamento Territorial da Sertã da GNR, Jorge Massano não quis confirmar, tendo reiterado que o militar em causa “presta serviço no quartel da GNR da Sertã”.

As instalações da GNR vão continuar a funcionar, garantiu a mesma fonte, tendo adiantado estarem a ser desinfetados os espaços e materiais utilizados pelos militares.

A confirmação do teste positivo à Covid-19 no militar da GNR da Sertã “não é caso para alarme”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal da Sertã, José Farinha Nunes, ao mediotejo.net.

O autarca explicou que este caso não entra para a estatística no Município, dado que o militar reside fora do concelho. Assim sendo, mantêm-se até ao momento os dois casos de covid-19 já reportados: mãe e filho, de Pedrogão Pequeno.

O militar em causa esteve na sexta-feira numa operação de sensibilização de trânsito em Vila de Rei, na Estrada Nacional 2, tendo marcaram ali presença diversas entidades militares, de saúde e autárquicas, nomeadamente representantes das Juntas de Freguesias e das Câmaras de Mação, Vila de Rei e Sertã. Todos eles estarão a ser contactados para entrarem em processo de vigilância ativa e, eventualmente, realizarem testes à covid. Vasco Estrela, presidente da Câmara de Mação, anunciou hoje ter entrado em isolamento profilático.

A ação de sensibilização que a GNR promoveu na Estrada Nacional 2, em Vila de Rei, junto dos condutores da região, na sexta-feira, dia 3 de abril, tinha por objetivo “alertar os condutores que entram na região sobre os devidos comportamentos a adotar nesta fase de isolamento social e/ou sobre a necessidade de quarentena”, dado o alastrar da pandemia covid-19.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 311 mortes, mais 16 do que na véspera (+5,4%), e 11.730 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 452 em relação a domingo (+4%).

Dos infetados, 1.099 estão internados, 270 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 140 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado na quinta-feira na Assembleia da República.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 de março o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here