- Publicidade -

Covid-19 | Médio Tejo soma 18 casos de infeção e um surto que coloca Sardoal em risco elevado

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo registou 18 novos casos de infeção por covid-19 nas últimas 24 horas. Os novos casos foram registados em Sardoal (+7), Alcanena (+3), Tomar (+3), Abrantes (+2), Constância (+1), Entroncamento (+1), e Vila Nova da Barquinha (+1) . Portugal registou hoje 41 mortes relacionadas com a covid-19 e 979 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

- Publicidade -

O Município de Sardoal registou mais sete casos positivos de SARS-CoV-2 devido a um surto numa casa de acolhimento para idosos, disse ao mediotejo.net o presidente da Câmara, Miguel Borges. No total serão já oito o número de pessoas infetadas, sendo que os utentes deste lar já receberam a 1ª dose da vacina contra a covid-19.

ÁUDIO: MIGUEL BORGES, PRESIDENTE CM SARDOAL:

- Publicidade -

O Serviço de Patologia Clínica do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) iniciou uma nova fase de estudos para identificação das variantes mais relevantes do vírus SARS-Cov-2.  A utilização desta nova tecnologia permite já identificar as variantes do Reino Unido e da África do Sul ou do Brasil, e, a partir deste mês, também a variante da Califórnia, sendo que a variante inglesa representa cerca de 52% dos casos identificados na área geográfica do CHMT, disse Carlos Cortes. O diretor do Serviço de Patologia explicou o procedimento em causa e as vantagens deste estudo de identificação das variantes do vírus, sendo que a variante britânica do SARS-CoV-2 estava, até há uma semana, presente em 29 países da União Europeia (UE) e Espaço Económico Europeu (EEE), num total de 10.700 casos, sendo agora responsável por mais de metade das infeções totais.

ÁUDIO: CARLOS CORTES, DIRETOR SERVIÇO DE PATOLOGIA DO CHMT:

Nos 11 municípios do ACES Médio Tejo há hoje um total acumulado de 12.617 infeções desde o início da pandemia (+18), sendo o concelho de Ourém o que regista maior número de casos, com 2988 infeções (-), seguido de Tomar, com 2458 (+3), Torres Novas, com 1959 (-), Abrantes, com 1492 (+2), Entroncamento, com 1073 (+1), Alcanena, com 1011 (+3), Ferreira do Zêzere, com 612 (-), Mação, com 427 (-), Vila Nova da Barquinha, com 259 (+1), Sardoal, com 174 (+7), e Constância, com 164 casos (+1).

No ACES Médio Tejo estão hoje 130 pessoas em vigilância ativa (-22). Tomar tem 25 cidadãos nesta condição, seguido por Alcanena e Ourém, com 18, Torres Novas (16), Entroncamento (13), Sardoal (11), Abrantes (11), Constância (8), Ferreira do Zêzere (5), Vila Nova da Barquinha (5), e Mação (-).

O ACES Médio Tejo regista um total acumulado de 12.617 pessoas infetadas (+18), 11.706 recuperadas (-), 130 pessoas em vigilância ativa (-22) e 364 óbitos (-), e tem quase todos os municípios em risco moderado, à exceção de Sardoal, que hoje entrou em risco elevado.

Este ACES regista hoje um total de 364 óbitos por covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 81 em Ourém, seguindo-se Abrantes (68), Torres Novas (59), Tomar (51), Alcanena (38), Entroncamento (20), Ferreira do Zêzere (16), Mação (15), Vila Nova da Barquinha (8), Sardoal (5), e Constância, com 3 óbitos registados. Mais de 40 por cento das mortes em Portugal entre o fim de janeiro e o princípio de fevereiro foram atribuídas à covid-19, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística. Só em janeiro, o ACES Médio Tejo teve 148 mortes por covid-19.

Sertã tem 668 casos (+1) e Vila de Rei 148 desde o início da pandemia

No ACES do Pinhal Interior Sul (PIS), o município da Sertã apresenta um total acumulado de 668 pessoas infetadas (+1), das quais 655 recuperadas da doença (+5). A Sertã tem 4 casos ativos e 4 pessoas em vigilância ativa. Há registo de 9 óbitos na Sertã.

Vila de Rei, por sua vez, regista um total de 148 casos de infeção desde o início da pandemia, 3 dos quais ativos, e 136 pessoas recuperadas. Há 9 óbitos a registar, segundo os dados do ACES PIS. Vila de Rei tem 17 pessoas em vigilância.

Região do Médio Tejo com total de 13.433 casos e 382 óbitos nos 13 municípios

Com cerca de 250 mil habitantes, os 13 municípios do Médio Tejo somam 13.433 casos de infeção pelo novo coronavírus, das quais 12.617 no ACES Médio Tejo e 825 no ACES Pinhal Interior Sul (668 na Sertã e 148 em Vila de Rei). Há um total de 12.497 pessoas recuperadas (11.706 no ACES Médio Tejo, um total de 655 na Sertã e 136 em Vila de Rei (ACES PIS), a par de 382 óbitos (364 no ACES Médio Tejo e 18 no ACES PIS).

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes, e abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km’s quadrados.

Os municípios da Sertã e Vila de Rei fazem parte do Comunidade Intermunicipal (CIM) do Médio Tejo na divisão político-administrativa mas em termos de Saúde estão ligados ao ACES do Pinhal Interior Sul (PIS) que abrange ainda os concelhos de Proença-a-Nova e Oleiros, num total de cerca de 30 mil utentes.

Ponte de Sor com 808 casos (-) e Gavião com 194 (-) casos acumulados

No Alto Alentejo, Ponte de Sor apresenta hoje um total acumulado de 808 casos positivos desde o início da pandemia (-), dos quais 770 estão recuperados (+1) e 5 estão ativos (-1). Há 33 óbitos a lamentar no concelho.

Gavião, por sua vez, apresenta hoje um total acumulado de 194 casos (-) de covid-19, dos quais 183 pessoas estão dadas como recuperadas da doença (-). Há sete óbitos (-) a lamentar e 4 casos ativos no concelho (-), segundo informação da autarquia.

Lezíria com 14.457 casos (+20) e 458 óbitos (+5) desde o início da pandemia

A Lezíria do Tejo apresenta um total de 14.457 casos de infeção por SARS-CoV-2, ainda sem os dados de Benavente, dos quais 4.340 casos no concelho de Santarém. A Chamusca tem um total de 467 casos confirmados e 17 óbitos, e a Golegã tem 245 infeções e 10 óbitos.

A região da Lezíria acumula 458 óbitos (+5), 150 dos quais em Santarém (+3), e 13.563 pessoas recuperadas da doença (+49).

Distrito de Santarém com total de 27.078 casos e 816 óbitos

O distrito de Santarém soma um total acumulado de 27.078 casos confirmados de doença (14.457 na Lezíria do Tejo e 12.617 no ACES Médio Tejo), e um total de 816 óbitos (458 na Lezíria e 364 no ACES Médio Tejo).  A Lezíria apresenta um total de 13.563 recuperados e o ACES Médio Tejo 11.706, o que dá um total de 25.273 pessoas recuperadas da doença.

Portugal com 41 mortes e 979 casos de infeção nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje 41 mortes relacionadas com a covid-19 e 979 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim da DGS revela também que estão internados 1.827 doentes (menos 170 do que na terça-feira), o valor mais baixo desde 29 de outubro, dia em que estavam hospitalizadas 1.794 pessoas.

Nos cuidados intensivos Portugal tem hoje 415 doentes (menos 31 em relação a terça-feira), o valor mais baixo desde 15 de novembro, dia que apresentava o mesmo número nestas unidades. Os dados indicam ainda que 1.934 pessoas foram dadas como recuperadas, fazendo subir para 725.399 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

Há 31 dias consecutivos que o número de recuperados supera o de novas infeções. Os casos ativos em Portugal continuam a registar uma diminuição, com 64.797 hoje, menos 996.

Desde março de 2020, Portugal já registou 16.430 mortes associadas à covid-19 e 806.626 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2.

As autoridades de saúde têm em vigilância 33.491 contactos, menos 3.368 relativamente ao dia anterior, mantendo-se a tendência decrescente desde o dia 30 de janeiro.

De acordo com os últimos dados da Direção-Geral da Saúde, Portugal tem atualmente 900.831 pessoas vacinadas: 632.450 com a primeira dose e 268.381 com a segunda dose.

c/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -