- Publicidade -

Covid-19 | Médio Tejo regista uma infeção em 24 horas e mantém 13 municípios em risco moderado

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo registou apenas um novo caso de infeção por covid-19 nas últimas 24 horas, tendo o mesmo sido confirmado em Abrantes, concelho que ontem já havia sido o único na região a registar novos casos de doença. Portugal registou nas últimas 24 horas mais 602 casos de infeção pelo novo coronavírus e nove mortes atribuídas à covid-19, a par de um ligeiro aumento nos internamentos, incluindo em cuidados intensivos.

- Publicidade -

As autoridades de saúde portuguesas recomendaram hoje a administração da vacina da AstraZeneca contra a covid-19 em pessoas acima dos 60 anos de idade, seguindo a decisão de mais de uma dezena de países, que introduziram também restrições etárias. “O plano de vacinação é ajustado para garantir que todas as pessoas são vacinadas com a vacina que protege”, afirmou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

O processo de inoculação dos professores vai sofrer um atraso de uma semana, devido às restrições introduzidas na utilização da vacina da AstraZeneca, afirmou hoje o coordenador da ‘task force’ responsável pelo plano de vacinação contra a covid-19. “Vamos adiar uma semana a vacinação dos docentes e não docentes, que serão vacinados não neste fim de semana, mas no outro, com as vacinas que forem apropriadas, seguindo a recomendação que acabou de ser emitida”, disse o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo.

- Publicidade -

Nos 11 municípios do ACES Médio Tejo há hoje um total acumulado de 12.768 infeções desde o início da pandemia (+1), sendo Ourém o que regista maior número de casos, com 3.004 infeções (-), seguido de Tomar, com 2485 (-), Torres Novas, com 1988 (-), Abrantes, com 1523 (+1), Entroncamento, com 1100 (-), Alcanena, com 1018 (-), Ferreira do Zêzere, com 612 (-), Mação, com 429 (-), Vila Nova da Barquinha, com 266 (-), Sardoal, com 180 (-), e Constância, com 164 casos (-).

No ACES Médio Tejo estão hoje 82 pessoas em vigilância ativa (-21). Ourém tem 18 cidadãos nesta condição, seguido por Abrantes (12), Entroncamento (12),  Vila Nova da Barquinha (11), Tomar (10), Alcanena (9), Torres Novas (5), Sardoal (4), Mação (1), Constância (-), e Ferreira do Zêzere (-).

O ACES Médio Tejo regista um total acumulado de 12.768 pessoas infetadas (+1), 12.325 recuperadas (-), 82 pessoas em vigilância ativa (-21) e 375 óbitos (-).

Sertã tem 679 casos (-) e Vila de Rei 149 (-) desde o início da pandemia

No ACES do Pinhal Interior Sul (PIS), o município da Sertã apresenta um total acumulado de 679 pessoas infetadas, das quais 669 recuperadas da doença. A Sertã tem um caso ativo e três pessoas em vigilância ativa. Há registo de nove óbitos na Sertã.

Vila de Rei, por sua vez, regista um total de 149 casos de infeção desde o início da pandemia, 139 pessoas recuperadas da doença e um caso ativo. Há 9 óbitos a registar, segundo os dados do ACES PIS. Vila de Rei tem 9 pessoas em vigilância.

Região do Médio Tejo com total de 13.596 casos e 393 óbitos nos 13 municípios

Com cerca de 250 mil habitantes, os 13 municípios do Médio Tejo somam 13.596 casos de infeção pelo novo coronavírus, das quais 12.768 no ACES Médio Tejo e 828 no ACES Pinhal Interior Sul (679 na Sertã e 149 em Vila de Rei). Há um total de 13.133 pessoas recuperadas (12.325 no ACES Médio Tejo, um total de 669 na Sertã e 139 em Vila de Rei (ACES PIS), a par de 393 óbitos (375 no ACES Médio Tejo e 18 no ACES PIS).

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes, e abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km’s quadrados.

Os municípios da Sertã e Vila de Rei fazem parte do Comunidade Intermunicipal (CIM) do Médio Tejo na divisão político-administrativa mas em termos de Saúde estão ligados ao ACES do Pinhal Interior Sul (PIS) que abrange ainda os concelhos de Proença-a-Nova e Oleiros, num total de cerca de 30 mil utentes.

Ponte de Sor com 814 casos (-) e Gavião com 194 (-) casos acumulados

No Alto Alentejo, Ponte de Sor apresenta um total acumulado de 814 casos positivos desde o início da pandemia (-), dos quais 781 estão recuperados (-) e nenhum está ativo. Há 33 óbitos a lamentar no concelho devido à covid-19 (-).

Gavião, por sua vez, apresenta um total acumulado de 194 casos (-) de covid-19, dos quais 187 pessoas estão dadas como recuperadas da doença (-). Há sete óbitos (-) a lamentar e nenhum caso ativo no concelho.

Lezíria com 14.883 casos (+9) e 472 óbitos desde o início da pandemia

A Lezíria do Tejo apresenta um total de 14.883 casos de infeção por SARS-CoV-2, dos quais 4.404 casos no concelho de Santarém. A Chamusca tem um total de 470 casos confirmados e 17 óbitos, e a Golegã tem 265 infeções e 10 óbitos.

A região da Lezíria acumula 472 óbitos, 150 dos quais em Santarém, e 14.261 pessoas recuperadas da doença. O município de Rio Maior é o que gera mais preocupações sendo um dos concelhos no continente acima do limiar de risco de incidência da covid-19 e que pode não avançar no desconfinamento caso a situação se mantenha na próxima avaliação do Governo, dentro de duas semanas.

Distrito de Santarém com total de 27.651 casos e 847 óbitos

O distrito de Santarém soma um total acumulado de 27.651 casos confirmados de doença (14.883 na Lezíria do Tejo e 12.768 no ACES Médio Tejo), e um total de 847 óbitos (472 na Lezíria e 375 no ACES Médio Tejo).  A Lezíria apresenta um total de 14.261 recuperados e o ACES Médio Tejo 12.325, o que dá um total de 26.584 pessoas recuperadas da doença.

Mais 602 casos novos e ligeira subida nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 602 casos de infeção pelo novo coronavírus e nove mortes atribuídas à covid-19, a par de um ligeiro aumento nos internamentos, incluindo em cuidados intensivos.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde, há registo de nove mortos com covid-19 e mais sete pessoas internadas, fazendo subir o total para 495.

Desses internamentos, 122 são em unidades de cuidados intensivos, mais seis do que na quarta-feira. O número total de internamentos permanece desde quarta-feira abaixo de 500, algo que já não acontecia desde meados de setembro de 2020.

As autoridades de saúde têm hoje em vigilância 16.182 contactos, mais 395 do que na quarta-feira, e nas últimas 24 horas foram dadas como recuperadas mais 601 pessoas, que totalizam 782.895 desde o início da pandemia.

Hoje há menos oito casos ativos, que atingem 25.839.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, foram diagnosticados em Portugal 825.633 casos de infeção pelo novo coronavírus e morreram 16.899 pessoas com covid-19.

c/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -