Covid-19 | Médio Tejo prepara regresso às aulas com 85% de pessoas recuperadas e novo caso em Alcanena (C/AUDIO) 

As normas orientadoras para as escolas, com diretrizes nacionais, devem ser adaptadas às realidades locais, defende a Delegada de Saúde do Médio Tejo, Maria dos Anjos Esperança. (Photo by Ina FASSBENDER / AFP)

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo tem hoje mais de 85% de pessoas recuperadas da doença, num dia em que registou um novo caso de covid-19 em Alcanena. Com cerca de 230 mil habitantes, os 11 municípios deste ACES apresentam um total de 499 pessoas infetadas (0,2%), das quais 425 já recuperaram da doença (85.2% contra 71.8% a nível nacional), há 15 óbitos a lamentar (3,1% de taxa de letalidade), e 60 pessoas em vigilância ativa.  Portugal regista hoje dois mortos e 418 novos casos de infeção e a Ministra da Saúde anunciou a contratação de 950 médicos para o SNS.

PUB

A Delegada de Saúde do ACES Médio Tejo, Maria dos Anjos Esperança, elogiou os números na região ao fim de seis meses de pandemia, onde mais de 85% do total de 499 pessoas infetadas já recuperou da doença, e disse que as atenções estão agora concentradas no regresso às aulas e na proteção dos mais idosos, com a chegada do outono. As normas orientadoras para as escolas, com diretrizes nacionais, devem ser adaptadas às realidades locais, defende Maria dos Anjos Esperança. Na vertente desportiva se, por um lado, continua a não ser permitida a presença de público em estádios, o regresso da competição aos escalões de formação gera fortes preocupações às autoridades de saúde que podem mesmo não permitir que os campeonatos jovens se disputem tão depressa.

Com os 12 casos que se registam no ACES Pinhal Interior Sul, onde se inclui Sertã (11 casos) e Vila de Rei (1 caso), os 13 municípios da região do Médio Tejo somam hoje um total de 511 casos confirmados de infeção por covid-19.

PUB

No ACES Médio Tejo, o município do Entroncamento tem hoje 22 pessoas em vigilância ativa, seguido de Abrantes (17), Torres Novas (14), Tomar, Alcanena e Ourém (2) e Vila Nova da Barquinha (1). Os municípios de Mação, Constância, Ferreira do Zêzere e Sardoal não têm pessoas em vigilância.

Nos 11 concelhos do ACES Médio Tejo, Tomar regista um total de 135 casos positivos, seguido de Ourém (117), de Torres Novas (70), Abrantes (52), Entroncamento (48), Mação (26), Alcanena (25), Vila Nova da Barquinha (12), Ferreira do Zêzere (8), Constância (4) e Sardoal (2).

PUB

O ACES Médio Tejo regista hoje um total acumulado de 499 pessoas infetadas (+1), 425 recuperadas (+5), 60 pessoas em vigilância ativa (+1) e 15 óbitos (-).

Com os 12 casos que se registam agora no ACES Pinhal Interior Sul, onde se inclui Sertã (11 casos) e Vila de Rei (1 caso), a região do Médio Tejo soma um total de 511 casos de doenças confirmadas, 435 pessoas recuperadas e 15 óbitos (3,1% de taxa de letalidade).

Em todo os 13 municípios do Médio Tejo, há 362 casos de infeção registados no período pós-confinamento, mais 213 do que os reportados na fase inicial de contenção da doença.

No Alto Alentejo, Gavião registou este mês em Belver os primeiros nove casos de covid-19. O surto parou por ali. Ponte de Sor apresenta um total acumulado de 20 casos positivos. Pelo menos cinco dos casos são relativos a pessoas que não residem no concelho e que não atualizaram a sua residência fiscal.

A Lezíria do Tejo, por sua vez, apresenta um total acumulado de 794 doentes, dos quais 312 casos no concelho de Santarém, segundo dados da Rede Regional. A Chamusca tem um total de 14 doentes, entre os quais um óbito a lamentar, e a Golegã tem um total de 13 infeções, segundo a DGS. A região da Lezíria regista 24 óbitos, 12 dos quais em Santarém.

O distrito de Santarém soma um total acumulado de 1293 casos (794 na Lezíria do Tejo e 499 no ACES Médio Tejo), e um total de 39 óbitos (24 na Lezíria e 15 no ACES Médio Tejo).  A Lezíria do Tejo apresenta um total de 634 doentes recuperados e o ACES Médio Tejo tem 425, o que dá um total de 1059 pessoas recuperadas do vírus.

Ministra da Saúde anuncia contratação de 950 médicos para o SNS

A ministra da Saúde anunciou na quarta-feira que foram publicados os concursos para a contratação de 950 novos médicos para o Serviço Nacional de Saúde (SNS). “Estão hoje publicados em Diário da República os concursos para mais 911 médicos da área hospitalar e 39 médicos da área de saúde pública. Um total 950 postos de trabalho para profissionais médicos no SNS”, disse Marta Temido, na conferência de imprensa de atualização da situação da pandemia de covid-19 em Portugal.

Questionada sobre as queixas de alguns hospitais do país de falta de médicos, nomeadamente em Beja, Évora, Santa Maria da Feira e Santarém, a ministra garantiu que têm sido acompanhadas as dificuldades de algumas instituições relacionadas com a carência de profissionais e em especial em algumas especialidades, como a pediatria.

Marta Temido sustentou que a pediatria é uma espacialidade com “alguma carência por razões diversas”, existindo “vários hospitais no país que enfrentam dificuldades”.

“Estamos a considerar uma forma mais integrada de as abordar provavelmente interagindo com os serviços hospitalares e com a rede de serviços de saúde localmente no sentido de tentar encontrar fórmulas de projeto piloto que permitam dar uma melhor resposta”, precisou.

Portugal regista hoje dois mortos e 418 novos casos de infeção

Portugal regista hoje mais dois mortos e 418 novos casos de infeção por covid-19, em relação a quarta-feira, segundo o boletim epidemiológico diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim, desde o início da pandemia até hoje registam-se 59.051 casos de infeção confirmados e 1.829 mortes.

Os dados da DGS indicam que as duas vítimas mortais foram registadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, que contabiliza 30.415 casos (mais 207) e 673 mortos. A região Norte regista hoje mais 177 novos casos, somando agora um total de 21.302, com 849 mortos. Na região Centro registaram-se mais sete casos, num total de 4.860, com 253 mortos contabilizados desde o início da pandemia.

No Alentejo foram registadas mais três infeções, totalizando 952 casos e 22 mortos desde o início da infeção. A região do Algarve tem hoje notificados mais 18 casos de infeção por covid-19, totalizando agora 1.141 casos e 17 mortes desde o início da pandemia. Os Açores registaram mais dois casos nas últimas 24 horas, num total de 216, mantendo os 15 mortos, e a Madeira em hoje mais quatro casos, contabilizando 165 infeções de covid-19, sem qualquer óbito desde o início da pandemia.

A DGS avança também que nas últimas 24 horas 194 doentes recuperaram, totalizando 42.427 as pessoas dadas como recuperadas desde o início da pandemia em Portugal.

Segundo o boletim, estão atualmente em vigilância 34.197 doentes, mais 283 face a quarta-feira. O número de internados desceu para 334 (menos três) e o de doentes em internamento nas Unidades de Cuidados Intensivos subiu para 44 (mais três).

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

No total, o novo coronavírus afetou em Portugal pelo menos 26.592 homens e 32.459 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 921 eram homens e 908 mulheres. O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

A pandemia do coronavírus, que provoca a covid-19, já provocou pelo menos 863.679 mortos e infetou mais de 26 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

c/LUSA

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here