Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Covid-19 | Médio Tejo com 8 novos casos, Constância em alerta com 300 pessoas em isolamento (c/ÁUDIO)

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo registou oito (8) novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, seis dos quais em Constância, e um em Abrantes e em Torres Novas. Portugal registou hoje três mortes associadas à covid-19, um abrandamento de novos casos de infeções confirmadas pelo coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, no total de 756, e um aumento significativo nos internamentos.

- Publicidade -

- Publicidade -

Em Constância, os três centros escolares foram hoje encerrados e a comunidade escolar, cerca de 300 pessoas, entrou em isolamento durante 15 dias, ou seja, até 3 de julho. Está “todo o pré-escolar e 1.º ciclo, e o 2.º ciclo – por partilhar o espaço com o 1.º ciclo onde estavam identificados os casos”, disse Olga Antunes. A diretora do Agrupamento de Escolas apela à calma dos encarregados de educação, sublinhando que importa agora testar para perceber “se os números são maiores ou se são só mesmo estes”.

ÁUDIO: OLGA ANTUNES, DIRETORA AGRUPAMENTO ESCOLAS CONSTÂNCIA:

- Publicidade -

“A primeira turma onde foi identificado um caso positivo foi na quarta-feira, e depois na sexta-feira mais duas turmas – cada uma com um caso – mas entretanto fizeram testes no sábado e foram detetados 9 positivos em alunos e um adulto”, relembrou ao mediotejo.net, elucidando que os casos detetados estão atualmente “todos assintomáticos”. Da parte da autarquia constanciense, o presidente Sérgio Oliveira admite que, apesar de esta ser uma situação que não “nos deixa confortáveis ou descansados”, não é caso para alarmismos.

ÁUDIO: SÉRGIO OLIVEIRA, PRESIDENTE CM CONSTÂNCIA:

No ACES Médio Tejo há um total de 13.116 infeções desde o início da pandemia (+8). Ourém regista o maior número de casos, com 3.063 (-), seguido de Tomar, com 2526 (-), Torres Novas, com 2022 (+1), Abrantes, com 1617 (+1), Entroncamento, 1136 (-), Alcanena, com 1052 (-), Ferreira Zêzere, com 613 (-), Mação, com 435 (-), Vila Nova da Barquinha, com 275 (-), Sardoal, com 200 (+1), e Constância, 177 casos (+6).

O ACES Médio Tejo tem 377 pessoas em vigilância ativa (-89): Sardoal apresenta 92 cidadãos neste condição, seguido por Abrantes (85), Ourém (38), Constância (36), Entroncamento (32), Torres Novas (29), Tomar (29), Vila Nova da Barquinha (22), Mação (8), Alcanena (6), e Ferreira do Zêzere (-).

O ACES Médio Tejo regista um total acumulado de 13.116 pessoas infetadas (+8), 12.587 recuperadas (-), 377 pessoas em vigilância ativa (-89) e 378 óbitos (-).

Sertã tem 754 casos (-) e Vila de Rei 149 (-) desde o início da pandemia

No ACES do Pinhal Interior Sul (PIS), o município da Sertã apresenta um total acumulado de 754 pessoas infetadas (-), das quais 730 recuperadas da doença (+2). A Sertã apresenta 15 casos ativos (-2) e 163 pessoas em vigilância. Há registo de nove óbitos.

Vila de Rei, por sua vez, regista um total de 149 casos de infeção desde o início da pandemia, 140 pessoas recuperadas da doença e nenhum caso ativo. Há 9 óbitos a registar, segundo os dados do ACES PIS. Vila de Rei tem duas pessoas em vigilância ativa.

Região do Médio Tejo com total de 14.019 casos e 396 óbitos nos 13 municípios

Com cerca de 250 mil habitantes, os 13 municípios do Médio Tejo somam 14.019 casos de infeção pelo novo coronavírus, das quais 13.116 no ACES Médio Tejo e 903 no ACES Pinhal Interior Sul (754 na Sertã e 149 em Vila de Rei). Há um total de 13.457 pessoas recuperadas (12.587 no ACES Médio Tejo, um total de 730 na Sertã e 140 em Vila de Rei (ACES PIS), a par de 396 óbitos (378 no ACES Médio Tejo e 18 no ACES PIS).

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes, e abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km’s quadrados.

Os municípios da Sertã e Vila de Rei fazem parte do Comunidade Intermunicipal (CIM) do Médio Tejo na divisão político-administrativa mas em termos de Saúde estão ligados ao ACES do Pinhal Interior Sul (PIS) que abrange ainda os concelhos de Proença-a-Nova e Oleiros, num total de cerca de 30 mil utentes.

Ponte de Sor com 828 casos (+2) e Gavião com 197 casos acumulados (-)

No Alto Alentejo, Ponte de Sor apresenta um total acumulado de 828 casos positivos (+2) desde o início da pandemia, dos quais 792 estão recuperados (-). Há três casos ativos naquele concelho (+2) e 33 óbitos a lamentar devido à covid-19.

Gavião, por sua vez, apresenta um total acumulado de 197 casos de covid-19, dos quais 188 pessoas estão dadas como recuperadas da doença. Há sete óbitos a lamentar e dois casos ativos no concelho.

Lezíria com 15.550 casos (+17) e 480 óbitos desde o início da pandemia

A Lezíria do Tejo apresenta um total de 15.550 casos (+17) de infeção por SARS-CoV-2, dos quais 4.569 casos (+11) no concelho de Santarém. 

A Chamusca tem um total de 501 casos confirmados (+1) e 18 óbitos, e a Golegã 303 infeções e 10 óbitos. A região da Lezíria acumulava 480 óbitos, 151 dos quais em Santarém, e 14.854 pessoas recuperadas da doença (+8).

Distrito de Santarém com total de 28.666 casos (+25) e 858 óbitos

O distrito de Santarém regista um total de 28.666 casos confirmados de doença (15.550 na Lezíria do Tejo e 13.116 no ACES Médio Tejo), e 858 óbitos (480 na Lezíria e 378 no ACES Médio Tejo) desde o início da pandemia. A Lezíria apresenta 14.854 recuperados e o ACES Médio Tejo 12.587, o que dá um total de 28.441 pessoas recuperadas da doença.

Portugal com 756 novos casos, três mortes e aumento nos internamentos

Portugal registou hoje três mortes associadas à covid-19, um abrandamento de novos casos de infeções confirmadas pelo coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, no total de 756, e um aumento significativo nos internamentos.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde indica que estão hoje mais 38 pessoas em enfermaria hospitalar, somando agora 443, número mais elevado desde 19 de abril, dia em que estavam internados 454 doentes. Já nas unidades de cuidados intensivos não houve alteração, mantendo-se os 97 doentes referenciados no domingo.

Mais de metade dos novos casos de infeção (484) continua a ser registada na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se verificaram também as três mortes.

Os dados divulgados pela DGS mostram também que estão ativos mais 360 casos, para um total de 28.657, e que 393 pessoas foram dadas como recuperadas nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 820.081 recuperados.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.068 pessoas e foram registados 865.806 casos de infeção. O número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde subiu em 1.629, totalizando agora 40.519.

A incidência da infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 em Portugal continental ultrapassou hoje os 120 casos por 100.000 habitantes, enquanto o valor para a totalidade do território situa-se nos 119,3, revelam dados oficiais.

De acordo com o boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), a taxa de incidência a 14 dias subiu de 100,2 para 120,1 no que respeita a Portugal continental e de 100,2 para 119,3 em todo o território nacional.

Relativamente ao índice de transmissibilidade (Rt) o relatório revela que subiu de 1,14 para 1,18 em todo o território nacional e de 1,15 para 1,19 em Portugal continental. Os dados do índice de transmissibilidade e da incidência a 14 dias são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

c/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome