Covid-19 | Máscaras passam a ser obrigatórias em todos os locais com atendimento ao público

Créditos: Pixabay

Portugal inicia o período de “situação de calamidade” devido à pandemia de covid-19 com a reabertura condicionada de parte do comércio e serviços públicos, com horários e regras específicas, e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras nos serviços com atendimento ao público e nos estabelecimentos comerciais – quer por quem ali trabalha, quer por quem ali se desloca.

PUB

Se não tiver máscara ficará proibido de entrar num supermercado, por exemplo, e a legislação aprovada pelo Governo prevê coimas entre 120 e 350 euros para quem não respeitar o uso de máscaras nos transportes públicos, que circulam com o motorista isolado e a lotação limitada a dois terços.

PUB
A partir de hoje reabrem serviços públicos com atendimento ao público por marcação prévia, lojas com porta aberta para a rua até 200 m2, livrarias e comércio automóvel. Também reabrem cabeleireiros e similares, por marcação prévia, bibliotecas e arquivos, jardins zoológicos, oceanários e fluviários.
É igualmente retomada a prática de desportos individuais ao ar livre, sem utilização de balneários nem piscinas, e a pesca lúdica.
As máscaras que devem ser utilizadas pela população em geral são as chamadas máscaras comunitárias, laváveis e reutilizáveis. Existem muitos modelos, com e sem filtro, e várias empresas a obterem certificação governamental para as poderem produzir e comercializar. Contudo, para uso próprio, podem também ser feitas em casa, seguindo vários modelos mais ou menos complexos, consoante a mestria na arte de costurar.

Como fazer uma máscara comunitária, passo a passo
(cortesia de TIFA BAGS)

*Com Lusa

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here