Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Covid-19 | Gavião instala estrutura para vacinação no pavilhão gimnodesportivo

No âmbito da ação nacional (Plano Nacional de Vacinação contra a covid-19), o Município de Gavião instalou uma Estrutura Concelhia para Vacinação no pavilhão Gimnodesportivo , em estreita colaboração com a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, entidade responsável por este processo no distrito de Portalegre.

- Publicidade -

- Publicidade -

Desta forma, “quando as tão esperadas vacinas chegarem ao concelho, os profissionais de saúde terão todas as condições necessárias para administrar a mesma, num espaço com todas as condições impostas para esta infraestrutura”, lê-se em nota de imprensa.

A Câmara Municipal indica que “esta estrutura tem três gabinetes de vacinação, podendo em caso de necessidade serem mais dois, um espaço de espera pré vacinação, um gabinete administrativo, um gabinete médico, sala de recobro e sala de espera pós vacinação”.

- Publicidade -

Município de Gavião instala estrutura concelhia para Vacinação no pavilhão Gimnodesportivo. Créditos: CMG

Acrescenta que o Município assumirá a manutenção, higienização e limpeza da estrutura e realizará os transportes necessários para a vacinação dos grupos de pessoas identificados pelo Serviço Nacional de Saúde.

O Plano Nacional de Vacinação para a covid-19 prevê que nesta primeira fase se inicie a vacinação de todos os munícipes com mais de 80 anos e dos munícipes com mais de 50 anos com patologias associadas.

A identificação dos munícipes é feita e comunicada aos mesmos pelo Serviço Nacional de Saúde.

Município de Gavião instala estrutura concelhia para Vacinação no pavilhão Gimnodesportivo. Créditos: CMG

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome