- Publicidade -
Quinta-feira, Dezembro 9, 2021
- Publicidade -

Covid-19 | Fábrica de curtumes reabre em Alcanena com 14 pessoas em isolamento profilático

Na sequência da nova ronda de testes PCR realizados na segunda-feira, 7 de junho, onde só foram detetados dois casos positivos e um caso inconclusivo ao vírus SARS CoV 2, a empresa Curtumes Boaventura de Alcanena teve parecer favorável para voltar ao ativo. A empresa contabiliza 14 pessoas em isolamento profilático devido ao surto identificado na fábrica, que se considera controlado.

- Publicidade -

A informação foi veiculada durante a tarde de terça-feira, 8 de junho, na página de facebook do município de Alcanena. “Tendo em conta o número residual de casos positivos detetados com os testes realizados esta semana (2 positivos e 1 inconclusivo), a delegada de Saúde determinou a reabertura da empresa Boaventura, tendo a proposta sido aprovada em Reunião da Comissão Municipal de Emergência e Proteção Civil, realizada esta manhã”, refere a nota de imprensa.

Ponto de situação de surto em empresa de curtumes: Fernanda Asseiceira

- Publicidade -

“Os casos positivos e as pessoas com contacto de risco com esses casos, a serem identificadas pela Autoridade de Saúde, ficarão em isolamento profilático. A fiscalização do cumprimento desse isolamento será feita pela GNR”, adianta.

“A Câmara Municipal agradece toda a colaboração da empresa Boaventura, reconhecendo as boas práticas na prevenção, com a realização de testagens rápidas semanais, o que permitiu identificar os primeiros 4 casos, no final de maio, e agir rapidamente para que os contágios não se alastrassem de forma mais grave aos restantes trabalhadores”, explica a mesma informação.

Segundo adiantou a presidente da Câmara, Fernanda Asseiceira, ao mediotejo.net, neste momento são apenas 14 as pessoas em isolamento profilático devido ao SARS Cov 2 positivo. “Foi uma tranquilidade para todos”, reconheceu, uma vez que da segunda ronda de testes a toda a fábrica, na sequência dos 12 casos positivos ao teste detetados na sexta-feira, apenas se acrescentaram mais dois. 

“Nestas situações tem que haver uma ação rápida”, constatou a presidente, elogiando a empresa que tem tido a precaução de fazer testagens rápidas de rotina, o que a fez identificar os primeiros quatro casos. Seguiu-se uma primeira ronda de testes pela Saúde Pública que elevou para 12 os casos positivos, o que determinou o encerramento provisório da fábrica até saírem os resultados da nova testagem.

“Agiu-se preventivamente para cortar o contacto”, explicou, uma vez que havia casos positivos em vários setores, adiantando que toda a empresa foi desinfetada. “Agimos com responsabilidade”, concluiu, sendo que agora a empresa está de novo a funcionar. 

Segundo a mesma fonte, não há até ao momento qualquer caso de gravidade da doença Covid-19 relacionado a este surto. 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome