- Publicidade -

Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

Covid-19 | Entroncamento tem quase 100 casos ativos, foco é nas escolas

Com quase uma centena de pessoas infetadas com Covid-19 no concelho, 56 das quais só na última semana, o presidente da Câmara do Entroncamento admite uma situação “algo preocupante” tendo dado conta que o principal foco de contágio é nas escolas.

- Publicidade -

- Publicidade -

Além dos casos positivos, no concelho existem seis turmas em isolamento: quatro do ensino básico (das quais duas terminam esse período esta quarta-feira), uma da Escola Ruy D’Andrade e outra da Escola Secundária – tudo fruto de casos que surgiram em alunos ainda não vacinados, bem como de um professor que testou positivo.

“A generalidade dos casos são de pessoas jovens, que estão nas escolas e ainda não foram vacinados, ou nas suas famílias, na maior parte pessoas já vacinada”, disse ao mediotejo.net o presidente da Câmara Municipal do Entroncamento esta terça-feira após a sessão do executivo camarário na qual o autarca deu conta do ponto de situação da pandemia no concelho.

- Publicidade -

“Na última semana, tivemos um total de cerca de 56 casos, o que é uma situação que já não acontecia há algum tempo. Temos ativos cerca de 95 casos, uma taxa de incidência elevada – cerca de 440 casos por 100 mil habitantes e infelizmente” expôs Jorge Faria, sublinhando estar-se perante uma situação “algo preocupante” cujo foco principal é nas escolas, mas elucidando que tal agravamento da situação não é exclusiva do Entroncamento.

“Todo o Médio Tejo tem tido nas duas últimas semanas um acréscimo de casos. Provavelmente, as concentrações que têm havido associadas à Feira da Golegã… estes casos serão um pouco reflexo disso”, disse o edil, acrescentando ao nosso jornal que “todos nós estamos preocupados e estamos a tentar reforçar as nossas medidas de prevenção”.

Exemplo disso é a tradicional festa de Natal promovida pelo Município para os trabalhadores da autarquia, a qual irá sofrer alterações nos seus moldes. “Nós temos que manter a guarda em alta, não podemos baixar a guarda. É importante manter a prevenção sob pena de nós podermos voltar a passar por situações que ninguém quer”, acrescentou o autarca.

ÁUDIO | Jorge Faria fala ao mediotejo.net sobre contexto pandémico no concelho

Apelando ainda ao uso de máscara e ao cumprimento das distâncias de segurança, o edil admite uma avaliação diária da situação e deixa a reflexão: “Neste momento, Portugal apresenta uma situação relativamente melhor do que outros países da Europa, mas é também preocupante olharmos para a Europa e ver o que está a acontecer, há países que estão já a começar a fechar. Esperemos que o facto de termos já uma elevada taxa de vacinação nos permita não voltar a ter um conjunto de restrições tão grande como tivemos no passado mas, de facto, começa a ser de novo preocupante”, alertou.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

2 COMENTÁRIOS

  1. Questiono, onde é que o Ex.mo Sr. Presidente da Câmara Municipal do Entroncamento obteve a informação e teve conhecimento sobre os dados de saúde pessoais, protegidos por lei, informação que só o próprio e o médico devem ter conhecimento, nomeadamente crianças e jovens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome