- Publicidade -

Covid-19 | Entroncamento encerra mercado semanal, equipamentos desportivos e culturais

Em despacho assinado pelo presidente do Município do Entroncamento e com efeitos desde 15 de janeiro, no âmbito do Decreto n.º 3-A/2021, de 14 de janeiro de 2021, que regulamenta o estado de emergência, a autarquia entroncamentense determinou novas orientações no sentido de travar a propagação da pandemia de Covid-19. O encerramento de todos os equipamentos desportivos e culturais, bem como o encerramento do mercado semanal e o uso preferencial dos contactos telefónico e online para aceder aos serviços municipais são as principais medidas em vigor desde esta sexta-feira.

- Publicidade -

“Apela-se a todos os munícipes que possam assumir uma posição tranquila e responsável, adotando as recomendações das entidades oficiais, de forma a que todos possamos lidar da melhor forma com a situação que se vive atualmente”, refere o presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jorge Faria, em despacho relativo à renovação do estado de emergência e às novas medidas para conter a pandemia.

Nesse sentido, estão em vigor a partir desta sexta-feira, 15 de janeiro, e por tempo indeterminado, novas orientações no concelho.

- Publicidade -

ENCERRAMENTO DE ESPAÇOS DESPORTIVOS, CULTURAIS E MUNICIPAIS

A autarquia decretou o encerramento de “todos os equipamentos desportivos”, acompanhado do cancelamento das atividades associadas. Desta norma excetuam-se os Campos de Ténis do Complexo Desportivo Municipal, que se mantêm em funcionamento de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 19h00.

Também todos os equipamentos culturais e de lazer têm ordem de encerramento, bem como o cancelamento das atividades associadas e a suspensão da cedência dos equipamentos às associações, coletividades e instituições “bem como a cedência de transporte municipal e/ou viaturas municipais”.

Encerram também o Posto de Turismo, o Mercado Semanal (já a partir de 16 de janeiro, inclusive), a Escola de Segurança e Educação Rodoviária (ESER), a Biblioteca Municipal e o Centro de Convívio (que já estava encerrado).

A autarquia refere também a restrição do serviço “Entroncamento Solidário” às situações urgentes e sujeitas a “avaliação pontual”.

SERVIÇOS MUNICIPAIS COM ATENDIMENTO PRESENCIAL SOB REGRAS

Para já, mantêm-se a funcionar os serviços municipais com regime presencial, apenas no período da manhã, das 08h30 às 13h00: no caso dos serviços sociais e serviços de águas não há necessidade de marcação prévia; já nos restantes serviços o atendimento presencial só é realizado mediante marcação.

Câmara Municipal do Entroncamento. Foto: Arlindo Homem

Não obstante, a autarquia solicita que se “privilegie os contactos online e telefónico, evitando o contacto presencial”. Os serviços municipais podem ser acedidos via online, em https://servicosonline.cm-entroncamento.pt/ ou via telefónica (249 720 400). Pode ainda recorrer ao contacto por endereço eletrónico através do e-mail geral@cm.entroncamento.pt.

O Município refere que vai ser mantido o horário de trabalho dos funcionários em exercício nos espaços municipais em vigor, bem como a organização da prestação de trabalho e regime de teletrabalho já em vigor. Além disto, “todos os funcionários do município que sejam bombeiros continuarão a ser dispensados da prestação de trabalho mediante solicitação do Comando dos Bombeiros Voluntários”.

EM FUNCIONAMENTO SEM ALTERAÇÕES

A par das novas orientações, há situações que se mantêm inalteradas. É o caso dos horários em vigor dos TURE – Transportes Urbanos do Entroncamento, cuja lotação vai também ser mantida em dois terços do número de lugares.

Também o Mercado Diário e Grossista vai continuar em funcionamento “garantido a capacidade de abastecimento à população”. Na mesma linha, o Cemitério Municipal vai manter os horários em vigor, bem como o estacionamento subterrâneo.

“Alterações a estas medidas serão comunicadas sempre que se justifique, continuando as mesmas em permanente avaliação, em estreita colaboração com o Governo e as Autoridades de Saúde”, refere o despacho assinado pelo presidente de Câmara do Entroncamento.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou à capital com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).