Covid-19 | Enfermeira infetada diz ter sido obrigada a trabalhar 10 dias em lar de Ourém

A enfermeira Susana Poeta denunciou na sexta-feira passada que estava a ser obrigada a trabalhar num lar em Ourém, mesmo depois de ter testado positivo para a covid-19. Só este sábado regressou a casa, depois de ter lançado um pedido de ajuda num grupo de enfermeiros, no Facebook, o que chamou a atenção da bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco.

PUB

Susana Poeta recebeu um teste positivo no dia 4 de novembro e diz que posteriormente foi impedida de sair do Lar Residência Sénior Geração de Elite (onde, como o mediotejo.net noticiou a 5 de novembro, 56 funcionários ficaram infetados com o novo coronavírus), até obter um resultado negativo para a covid-19. “Estou exausta, sou a única enfermeira, trabalhei todos os dias porque tinha que dar temperaturas e sintomas dos utentes, vigiar dia e noite, há 10 dias que mal durmo (…) Estou a cuidar de pessoas, quem cuida de mim?”, escreveu a enfermeira nesse grupo do Facebook, na passada sexta-feira, 13.

“Estás positiva, vais imediatamente para casa até estares bem. Palavra de honra”, respondeu-lhe a bastonária da Ordem dos Enfermeiros, que pouco depois deixou um “aviso” no seu mural no Facebook: “Ou deixam sair de imediato esta enfermeira, cumprindo a norma da DGS que é muito clara, ou terão uma queixa-crime por sequestro.”

PUB

Ao final do dia de ontem – 10 dias depois de ter testado positivo – a enfermeira já estava em casa, segundo a Bastonária Ana Rita Cavaco. O mediotejo.net tentou obter esclarecimentos junto do lar residência Sénior Geração de Elite, situado na União de Freguesias de Rio de Couros e Casal dos Bernardos, no concelho de Ourém, mas, até ao momento, não obteve resposta.

Lar em Ourém registou a 4 de novembro 56 casos positivos entre utentes e funcionários. Foto: DR

Contactada pelo nosso jornal, a diretora da Unidade de Saúde Pública do Médio Tejo, Maria dos Anjos Esperança, informou que todos os esclarecimentos terão de ser prestados pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo. O mediotejo.net já solicitou esclarecimentos adicionais à Administração Regional de Saúde, bem como à Direção-Geral de Saúde.

PUB
Patrícia Fonseca
Sou diretora do jornal mediotejo.net e da revista Ponto, e diretora editorial da Médio Tejo Edições / Origami Livros. Sou jornalista profissional desde 1995 e tenho a felicidade de ter corrido mundo a fazer o que mais gosto, testemunhando momentos cruciais da história mundial. Fui grande-repórter da revista Visão e algumas da reportagens que escrevi foram premiadas a nível nacional e internacional. Mas a maior recompensa desta profissão será sempre a promessa contida em cada texto: a possibilidade de questionar, inquietar, surpreender, emocionar e, quem sabe, fazer a diferença. Cresci no Tramagal, terra onde aprendi as primeiras letras e os valores da fraternidade e da liberdade. Mantenho-me apaixonada pelo processo de descoberta, investigação e escrita de uma boa história. Gosto de plantar árvores e flores, sou mãe a dobrar e escrevi quatro livros.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).