Covid-19 | Dezoito utentes de lar em Santarém que testaram negativo vão ser transferidos

A Casa de Repouso Fonte Serrã, em Santarém, conta atualmente com 55 casos positivos, dos quais 42 são utentes e 13 funcionários. (foto ilustrativa). Créditos: DR

Os 18 utentes do lar na Póvoa de Santarém onde foi detetado um surto de covid-19 que não testaram positivo vão ser transferidos hoje ao final da tarde para um lar em Fátima, revelou o presidente da Câmara de Santarém. Em declarações à agência Lusa, Ricardo Gonçalves (PSD) explicou que a Casa de Repouso Fonte Serrã conta atualmente com 55 casos positivos, dos quais 42 são utentes e 13 funcionários, após um agravamento da situação.

PUB

“Onze utentes estão no Hospital Distrital de Santarém (HDS), nove utentes estão no Centro Hospitalar do Médio Tejo [em Abrantes] e há 22 utentes positivos que ainda estão no lar”, indicou, adiantando que “hoje, ao final da tarde, vão ser retirados os 18 utentes que não testaram positivo”.

De acordo com o autarca, as decisões foram tomadas pelas entidades de saúde [saúde pública, saúde hospitalar e saúde familiar], tendo sido discutidas na comissão distrital da Proteção Civil.

PUB

“Irão ficar 22 utentes [infetados] na Fonte Serra, sendo certo que a dificuldade que existia para os diretores e para os proprietários do lar – relembro que é um lar privado – tinha a ver com o facto de terem muitos funcionários que estavam infetados”, salientou.

À Lusa, Ricardo Gonçalves referiu também que a Segurança Social, em conjunto com a Cruz Vermelha, conseguiu “arranjar 11 funcionários” para trabalharem na Casa de Repouso Fonte Serra, garantindo as condições mínimas de segurança para os 22 utentes que ainda lá se mantêm.

PUB

“A entidades de saúde acharam que esta era a forma que deviam atuar e que era a melhor forma de o fazer em conjugação com a Segurança Social”, disse, ressalvando que “os doentes que estão no hospital são aqueles que têm sintomas”.

O presidente da Câmara Municipal de Santarém acrescentou que o Agrupamento de Centros de Saúde Lezíria do Tejo disponibilizou um médico e dois enfermeiros para acompanharem os doentes no lar.

A pandemia do coronavírus que provoca a covid-19 já provocou pelo menos 857.824 mortos e infetou mais de 25,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.827 pessoas das 58.633 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here