- Publicidade -
Sábado, Dezembro 4, 2021
- Publicidade -

Covid-19 | Consulte a lista das regras para o novo confinamento

Alunos na escola, trabalhadores em casa. Esta é, em resumo, a grande estratégia do governo neste novo confinamento. “É preciso que todos se consciencializem que o teletrabalho tem de ser cumprido”, disse esta noite António Costa, reforçando que “a coima aplicada por violação do teletrabalho é uma contraordenação muito grave” e que vai ser reforçada a fiscalização.

- Publicidade -

- Publicidade -

“Além da fiscalização, é preciso que todos se conscializem que o teletrabalho tem de ser cumprido. Ao fim destes meses, já todos compreendemos a mecânica da pandemia. Quanto mais isolados estivermos e menos nos deslocarmos, menos a pandemia se expande. Se todos tivéssemos agido desta forma em consciência, hoje não estaríamos aqui”, lamentou.

A restauração volta a fechar durante pelo menos um mês, podendo manter-se apenas em funcionamento em regime de take away e entregas ao domicílio, e os supermercados mantêm-se abertos com restrições de horários e de lotação.

- Publicidade -

As novas medidas anunciadas por António Costa resumem-se sobretudo ao dever de ficar em casa: “A mensagem fundamental das decisões que tomamos é regressar ao dever de recolhimento domiciliário tal como o tivemos em março e abril, quando travámos com sucesso a primeira vaga. Não nos foquemos na excepção, mas sim na regra. A regra é simples: cada um de nós deve ficar em casa.”

Nesta tabela divulgada pelo governo resumem-se as regras que estarão em vigor a partir da próxima sexta-feira:

Sou diretora do jornal mediotejo.net e da revista Ponto, e diretora editorial da Médio Tejo Edições / Origami Livros. Sou jornalista profissional desde 1995 e tenho a felicidade de ter corrido mundo a fazer o que mais gosto, testemunhando momentos cruciais da história mundial. Fui grande-repórter da revista Visão e algumas da reportagens que escrevi foram premiadas a nível nacional e internacional. Mas a maior recompensa desta profissão será sempre a promessa contida em cada texto: a possibilidade de questionar, inquietar, surpreender, emocionar e, quem sabe, fazer a diferença. Cresci no Tramagal, terra onde aprendi as primeiras letras e os valores da fraternidade e da liberdade. Mantenho-me apaixonada pelo processo de descoberta, investigação e escrita de uma boa história. Gosto de plantar árvores e flores, sou mãe a dobrar e escrevi quatro livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome