Quinta-feira, Fevereiro 25, 2021
- Publicidade -

Covid-19 | Câmara de Gavião encerra equipamentos públicos

O município de Gavião decidiu encerrar vários equipamentos públicos na sequência da inclusão na lista de concelhos com risco extremamente elevado de transmissão da covid-19. Num comunicado publicado na página do município na rede social Facebook é referido que estão encerrados ao público o Museu do Sabão, o Núcleo Museológico das Mantas e Tapeçarias de Belver, o Castelo de Belver, o posto de turismo, o polidesportivo e o Campo do Salgueirinho.

- Publicidade -

De acordo com o boletim diário publicado pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA) na sua página na Internet, estão infetadas 56 pessoas no concelho de Gavião.

No comunicado, o município explica que decidiu ainda suspender o transporte municipal solicitado pelas associações e efetuar a higienização de “todos os locais mais frequentados” do concelho, nomeadamente as principais ruas, junto aos lares, centro de saúde, farmácias, supermercados, entre outros espaços.

- Publicidade -

“Será criado uma equipa específica que promoverá periodicamente a desinfeção e higienização de contentores e respetivas pegas, tampas e marcos de deposição”, lê-se no documento.

A criação de uma linha telefónica de apoio gratuita para a entrega de medicamentos, recolha de resíduos sólidos a pessoas que estão infetadas, entrega de alimentos e de apoio social e psicológico, é outra das medidas adotadas.

O município cancelou ainda “todas as vistorias” a efetuar pelos serviços técnicos da autarquia e suspendeu a leitura e cobrança da faturação de água, porta a porta, até ao dia 31 de março, “sem aplicação de juros ou corte” no abastecimento.

Além de possibilitar o pagamento “faseado e sem juros” da água mediante pedido escrito após o dia 31 de março do próximo ano, relativamente “até três meses” das faturas de água, o município apela ao pagamento deste serviço através de transferência bancária.

A Câmara de Gavião explica ainda que as medidas de combate à pandemia estarão em vigor até ao próximo dia 23 de dezembro” e serão “avaliadas e reajustadas” às necessidades, podendo ser “revistas a qualquer momento”, sempre em articulação com todas as entidades competentes.

É também até 23 de dezembro que vigora o atual período do estado de emergência, iniciado na quarta-feira (dia 09). Nesta quinzena, os concelhos de risco extremamente elevado e muito elevado estão sob as medidas mais apertadas decretadas pelo Governo, como a proibição de circulação na via pública entre as 23:00 e as 05:00 nos dias úteis, e entre as 13:00 e as 05:00 aos fins de semana.

De acordo com o relatório publicado na sexta-feira pela ULSNA na sua página na Internet, o distrito de Portalegre conta com um total de 31 mortes associadas à covid-19 desde o início da pandemia.

No documento é referido que o distrito regista 609 casos ativos, 908 casos recuperados e 41 pessoas internadas nas unidades hospitalares da região.

A lista de casos ativos é liderada pelo concelho de Portalegre, com 228 casos. Seguem-se Gavião, com 56 casos ativos, Marvão (51), Crato (49), Castelo de Vide (47), Nisa (44), Alter do Chão (36), Elvas (34), Campo Maior (16), Ponte de Sor (15) e Monforte, com 10.

O concelho de Avis apresenta nove casos ativos, Arronches oito, Fronteira cinco e o concelho de Sousel não apresenta hoje qualquer caso ativo.

A ULSNA indica que foram feitos até hoje 32.346 testes de diagnóstico no distrito.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,5 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 5.278 em Portugal.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).