Sábado, Fevereiro 27, 2021
- Publicidade -

Covid-19 | Bombeiros e Proteção Civil de Torres Novas receberam sobras de vacinação

As equipas de bombeiros e da Proteção Civil de Torres Novas que estiveram a dar apoio na primeira fase da vacinação à Covid-19 receberam as sobras dos lotes de vacinas. Na reunião de câmara desta terça-feira, 9 de fevereiro, o tema foi mencionado, mas não foi referido o número concreto de pessoas vacinadas. A vacinação destes profissionais com as sobras foi um critério definido a nível municipal, dada a ausência de indicações nacionais, esclareceu o vereador responsável pelo pelouro, Carlos Ramos (PS).

- Publicidade -

O tema da vacinação indevida foi introduzido pela vereadora Helena Pinto (BE), manifestando a sua satisfação por não ter sido notícia situações semelhantes no concelho.

Em resposta, Carlos Ramos adiantou que estava previsto a nível municipal as sobras das vacinas irem para as equipas que estavam a apoiar à vacinação. No início, explicou, “não haviam critérios definidos” quanto às sobras. Ficaram assim como prioritários os Bombeiros presentes, seguindo-se depois os elementos de Proteção Civil Municipal.

- Publicidade -

Houve pessoas de ambos as estruturas a ser vacinadas, mas não foram avançados números concretos de quantos profissionais receberam estas sobras. Entretanto, referiu o vereador, estes critérios de prioridade vão ser alterados, dadas as novas diretrizes nacionais quanto aos prioritários das sobras.

Helena Pinto terminou a pedir uma informação detalhada sobre o destino das sobras das vacinas administradas.

Na primeira fase de vacinação, focada nos lares e estruturas residenciais, foram contempladas 876 pessoas, referiu Carlos Ramos. A segunda fase de vacinação está prevista decorrer no Palácio dos Desportos, também preparado para receber eventuais surtos de Covid-19. Não há porém ainda vacinas para iniciar este processo, foi mencionado. Mas “está tudo organizado”, frisou, para iniciar o processo a qualquer momento.

Há ainda a registar quatro surtos de SARS Cov-2 em estruturas residenciais e em cinco empresas do concelho de Torres Novas.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).