Covid-19 | ACES Médio Tejo sem novas infeções nas últimas 24 horas

Os 13 municípios do Médio Tejo somam desde março um total de 501 casos de covid-19 dos quais resultarem 15 óbitos. Mais de 85% das pessoas já recuperaram da doença. Foto: DR

Depois de registar no sábado dois novos casos de Covid-19 em Abrantes e Tomar, dia em que ultrapassou a barreira dos 500 infetados, o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo não teve registo de novas situações nas últimas 24 horas. Nesta região, em seis meses de pandemia, 501 pessoas foram infetadas pelo vírus, das quais 15 morreram e 425 já recuperaram da doença. Portugal contabilizou hoje mais dois mortos e 315 casos de infeção relacionados com a pandemia de covid-19, indicou a Direção-Geral da Saúde.

PUB

Com cerca de 230 mil habitantes, os 11 municípios do ACES Médio Tejo apresentam hoje um total de 501 pessoas infetadas (0,2%), das quais 425 já recuperaram da doença (85.2% contra 71.8% a nível nacional), há 15 óbitos a lamentar (3% de taxa de letalidade contra 3.1% a nível nacional), e 64 pessoas em vigilância ativa. Com os 12 casos que se registam no ACES Pinhal Interior Sul, onde se inclui Sertã (11 casos) e Vila de Rei (1 caso), os 13 municípios da região do Médio Tejo somam hoje um total de 513 casos confirmados de infeção por covid-19.

No ACES Médio Tejo, o município de Abrantes tem hoje 16 pessoas em vigilância ativa, seguido de Tomar (15), Entroncamento (11), Torres Novas (10), Alcanena (7), Ourém (3) e Vila Nova da Barquinha (2). Os municípios de Mação, Constância, Ferreira do Zêzere e Sardoal não têm pessoas em vigilância.

PUB

Nos 11 concelhos do ACES Médio Tejo, Tomar regista um total de 136 casos positivos, seguido de Ourém (117), de Torres Novas (70), Abrantes (53), Entroncamento (48), Mação (26), Alcanena (25), Vila Nova da Barquinha (12), Ferreira do Zêzere (8), Constância (4) e Sardoal (2).

O ACES Médio Tejo regista hoje um total acumulado de 501 pessoas infetadas (-), 425 recuperadas (-), 64 pessoas em vigilância ativa (+6) e 15 óbitos (-).

PUB

Com os 12 casos que se registam agora no ACES Pinhal Interior Sul, onde se inclui Sertã (11 casos) e Vila de Rei (1 caso), a região do Médio Tejo soma um total de 513 casos de doenças confirmadas, 435 pessoas recuperadas e 15 óbitos (3,1% de taxa de letalidade).

Em todo os 13 municípios do Médio Tejo, há 362 casos de infeção registados no período pós-confinamento, mais 213 do que os reportados na fase inicial de contenção da doença.

No Alto Alentejo, Gavião registou este mês em Belver os primeiros nove casos de covid-19. O surto parou por ali. Ponte de Sor apresenta um total acumulado de 20 casos positivos. Pelo menos cinco dos casos são relativos a pessoas que não residem no concelho e que não atualizaram a sua residência fiscal.

A Lezíria do Tejo, por sua vez, apresenta um total acumulado de 815 doentes, dos quais 331 casos no concelho de Santarém, segundo dados da Rede Regional. A Chamusca tem um total de 14 doentes, entre os quais um óbito a lamentar, e a Golegã tem um total de 13 infeções, segundo a DGS. A região da Lezíria regista 26 óbitos, 12 dos quais em Santarém.

O distrito de Santarém soma um total acumulado de 1316 casos (815 na Lezíria do Tejo e 501 no ACES Médio Tejo), e um total de 42 óbitos (27 na Lezíria e 15 no ACES Médio Tejo).  A Lezíria do Tejo apresenta um total de 641 doentes recuperados e o ACES Médio Tejo tem 425, o que dá um total de 1066 pessoas recuperadas do vírus.

Portugal contabiliza mais dois mortos e 315 casos de infeção

Portugal contabilizou hoje mais dois mortos e 315 casos de infeção relacionados com a pandemia de covid-19, indicou a Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o mais recente boletim, desde o início da pandemia Portugal registou 1.840 mortes e 60.258 casos de infeção.

Em vigilância permanecem 34.240 contactos, mais 39 do que no sábado. A DGS revelou também que foram registados mais 160 casos recuperados, totalizando 42.953. Portugal conta agora com 15.465 casos ativos, mais 153 do que no sábado.

Por região, Lisboa e Vale do Tejo tem 30.963 casos confirmados, mais 124 do que há um dia, e 683 mortos, nos quais se incluem os dois que foram hoje verificados no país.

Já a região Norte concentra 21.797 casos de infeção, uma subida de 143 em comparação com sábado, e 849 óbitos.

A região Centro, por seu turno, apresenta 4.961 casos confirmados, o equivalente a uma progressão de 19 casos, e os óbitos mantêm-se em 254.

O Alentejo tem 985 casos de infeção, mais 21 casos do que no dia anterior, e 22 mortos. A região do Algarve tem hoje notificados 1.165 casos, o que se traduz num aumento de seis infetados, e os óbitos permanecem inalterados em 17.

A Madeira continua sem registar mortes relacionadas com a pandemia de covid-19 e os casos de infeção não sofreram qualquer alteração face a sábado (170), enquanto os Açores continuam igualmente com o mesmo número de óbitos (15 nas contas nacionais, enquanto a região autónoma dá conta de 16), mas os casos confirmados subiram para 217, ou seja, mais dois.

Por sua vez, em internamento estão 354 doentes, mais nove do que no dia anterior. Nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) totalizam-se mais dois infetados, perfazendo agora 43.

Do total de casos confirmados, 33.130 são mulheres e 27.128 são homens.

O novo coronavírus já provocou, em Portugal, a morte de 925 homens e 915 mulheres, sobretudo na faixa etária dos 80 ou mais anos.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

c/LUSA

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here