Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Novembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Covid-19 | ACES Médio Tejo regista dois novos casos, Golegã mantém medidas mais restritivas

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo registou dois novos casos de infeção por covid-19 nas últimas 24 horas, um em Tomar e um outro em Torres Novas. Os 11 municípios deste ACES mantêm-se todos em risco moderado. A Sertã, no ACES PIS, regista 13 novos casos. O governo anunciou que “a restauração em geral, mantendo as regras da lotação atuais e ocupação das mesas”, terá o “horário alargado até a meia-noite para admissão de clientes e 01:00 para o encerramento das atividades”.

- Publicidade -

- Publicidade -

Portugal registou ontem uma morte relacionada com a covid-19 e 724 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, o maior número desde o início de abril, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde 06 de abril que Portugal não registava um valor tão elevado de novos casos, dia em que foram reportados 874 casos.

Golegã vai manter-se na 3.ª fase do plano de desconfinamento, de 19 de abril. No total, a lista dos territórios em alerta inclui seis municípios sendo de assinalar que Chamusca saiu desta situação epidemiológica. Assim, dos 278 concelhos de Portugal Continental, apenas dois – Golegã e Odemira – continuam sujeitos a medidas mais restritivas, enquanto a maioria (276) fica na 4.ª e última fase do atual plano de desconfinamento.

- Publicidade -

Na conferência de imprensa realizada após a reunião do Conselho de Ministros, que decorreu no Centro Cultural de Belém, o primeiro-ministro, António Costa, disse que a atual matriz de risco se vai manter, mas vai passar a diferenciar os territórios de baixa densidade populacional, em relação aos restantes, que só recuam no desconfinamento se excederem o dobro do limiar de risco atualmente fixado, ou seja, em vez de 120 casos de covid-19 por 100 mil habitantes passam para 240 casos por 100 mil habitantes.

No ACES Médio Tejo há um total de 12.975 infeções desde o início da pandemia (+2). Ourém regista o maior número de casos, com 3.052 (-), seguido de Tomar, com 2510 (+1), Torres Novas, com 2012 (+1), Abrantes, com 1571 (-), Entroncamento, 1125 (-), Alcanena, com 1038 (-), Ferreira Zêzere, com 613 (-), Mação, com 433 (-), Vila Nova da Barquinha, com 272 (-), Sardoal, com 184 (-), e Constância, 164 casos (-).

No ACES Médio Tejo estão 186 pessoas em vigilância ativa (-19): Ourém (80), Torres Novas (49), Entroncamento (35), Alcanena (7), Constância (7), Abrantes (2), Tomar (2), Mação (2), Vila Nova da Barquinha (1), Ferreira do Zêzere (1), e Sardoal (-).

O ACES Médio Tejo regista um total acumulado de 12.975 pessoas infetadas (+2), 12.524 recuperadas (-), 186 pessoas em vigilância ativa (-19) e 378 óbitos (-).

Sertã tem 700 casos (+13) e Vila de Rei 149 (-) desde o início da pandemia

No ACES do Pinhal Interior Sul (PIS), o município da Sertã apresenta um total acumulado de 700 pessoas infetadas (+13), das quais 672 recuperadas da doença. A Sertã em 19 casos ativos e 159 pessoas em vigilância. Há registo de nove óbitos.

Vila de Rei, por sua vez, regista um total de 149 casos de infeção desde o início da pandemia, 140 pessoas recuperadas da doença e nenhum caso ativo. Há 9 óbitos a registar, segundo os dados do ACES PIS. Vila de Rei não tem pessoas em vigilância ativa.

Região do Médio Tejo com total de 13.811 casos e 396 óbitos nos 13 municípios

Com cerca de 250 mil habitantes, os 13 municípios do Médio Tejo somam 13.811 casos de infeção pelo novo coronavírus, das quais 12.975 no ACES Médio Tejo e 836 no ACES Pinhal Interior Sul (687 na Sertã e 149 em Vila de Rei). Há um total de 13.336 pessoas recuperadas (12.524 no ACES Médio Tejo, um total de 672 na Sertã e 140 em Vila de Rei (ACES PIS), a par de 396 óbitos (378 no ACES Médio Tejo e 18 no ACES PIS).

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes, e abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km’s quadrados.

Os municípios da Sertã e Vila de Rei fazem parte do Comunidade Intermunicipal (CIM) do Médio Tejo na divisão político-administrativa mas em termos de Saúde estão ligados ao ACES do Pinhal Interior Sul (PIS) que abrange ainda os concelhos de Proença-a-Nova e Oleiros, num total de cerca de 30 mil utentes.

Ponte de Sor com 823 casos (+1) e Gavião com 194 casos acumulados (-)

No Alto Alentejo, Ponte de Sor apresenta um total acumulado de 823 casos positivos (+1) desde o início da pandemia, dos quais 788 estão recuperados (-). Estão dois casos ativos naquele concelho (+1). Há 33 óbitos a lamentar (-) devido à covid-19.

Gavião, por sua vez, apresenta um total acumulado de 194 casos (-) de covid-19, dos quais 187 pessoas estão dadas como recuperadas da doença (-). Há sete óbitos (-) a lamentar e nenhum caso ativo no concelho.

Lezíria com 15.300 casos (+14) e 479 óbitos desde o início da pandemia

A Lezíria do Tejo apresenta um total de 15.300 casos (+14) de infeção por SARS-CoV-2, dos quais 4.475 casos no concelho de Santarém (+7).

A Chamusca tem um total de 492 casos confirmados e 18 óbitos, e a Golegã tem 301 infeções e 10 óbitos. A região da Lezíria acumula 479 óbitos, 151 dos quais em Santarém, e 14.685 pessoas recuperadas da doença (+11).

Distrito de Santarém com total de 28.275 casos e 857 óbitos

O distrito de Santarém regista um total de 28.275 casos confirmados de doença (15.300 na Lezíria do Tejo e 12.975 no ACES Médio Tejo), e 857 óbitos (479 na Lezíria e 378 no ACES Médio Tejo) desde o início da pandemia. A Lezíria apresenta 14.685 recuperados e o ACES Médio Tejo 12.524, o que dá um total de 28.209 pessoas recuperadas da doença.

Portugal com uma morte e 724 novos casos

Portugal registou hoje uma morte relacionada com a covid-19 e 724 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, o maior número desde o início de abril, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde 06 de abril que Portugal não registava um valor tão elevado de novos casos, dia em que foram reportados 874 casos.

De acordo com o boletim epidemiológico de hoje, a região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a que tem mais casos confirmados, com 358 dos 724 registados representando 50,8 por cento do total.

Relativamente aos internamentos hoje estão menos quatro pessoas em enfermaria totalizando 264, enquanto nos cuidados intensivos estão mais três doentes, totalizando 53. A morte hoje registada ocorreu na região Norte. Um homem na faixa etária entre os 50 e os 59 anos.

Os dados divulgados pela DGS mostram também que estão ativos mais 265 casos, para um total de 22.965, e que 458 pessoas foram dadas como recuperadas nas últimas 24 horas, num total de 810.271 recuperados. Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.026 pessoas.

O número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde subiu em 439, totalizando agora 24.928.

O índice de transmissibilidade (Rt) do coronavírus SARS-Cov-2 em Portugal mantém-se em 1,07 e a taxa de incidência de casos de infeção por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias aumentou para 66,4. 

Os dados do Rt e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

c/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome