- Publicidade -

Covid-19 | ACES Médio Tejo regista 9 novos casos de infeção num país que vai continuar confinado (C/ÁUDIO)

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo registou 9 novas infeções por covid-19 nas últimas 24 horas, a par de uma atualização do número de óbitos, que agora se cifra em 358. Os novos casos de infeção foram registados em Torres Novas (+4), Ourém (+4), e em Tomar (+1). Portugal registou hoje 50 mortes relacionadas com a covid-19, o número mais baixo desde 06 de novembro de 2020, e 1.480 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

- Publicidade -

O Presidente da República propôs hoje ao parlamento renovar o estado de emergência até 16 de março, defendendo que “o futuro desconfinamento deve ser planeado por fases, com base nas recomendações dos peritos e em dados objetivos”. Numa nota divulgada no portal da Presidência da República na Internet, que reproduz o texto introdutório do diploma enviado para o parlamento, Marcelo Rebelo de Sousa considera que “continua, infelizmente, a manter-se a situação de calamidade pública provocada pela pandemia covid-19”, uma ideia partilhada pela coordenadora de Saúde Pública do ACES Médio Tejo.

ÁUDIO: MARIA DOS ANJOS ESPERANÇA, DELEGADA DE SAÚDE PÚBLICA:

- Publicidade -

Nos 11 municípios do ACES Médio Tejo há hoje um total acumulado de 12.556 infeções desde o início da pandemia (+9), sendo o concelho de Ourém o que regista maior número de casos, com 2978 infeções (+4), seguido de Tomar, com 2446 (+1), Torres Novas, com 1956 (+4), Abrantes, com 1486 (-), Entroncamento, com 1065 (-), Alcanena, com 1001 (-), Ferreira do Zêzere, com 610 (-), Mação, com 427 (-), Vila Nova da Barquinha, com 258 (-), Sardoal, com 166 (-), e Constância, com 163 casos (-).

No ACES Médio Tejo estão hoje 165 pessoas em vigilância ativa (-). Torres Novas tem 33 cidadãos nesta condição, seguido por Ourém /26), Tomar (25), Entroncamento (15), Abrantes (15), Mação (14), Alcanena (12), Ferreira do Zêzere (8), Vila Nova da Barquinha (7), Constância (5), e Sardoal (5).

O ACES Médio Tejo regista um total acumulado de 12.556 pessoas infetadas (+9), 11.073 recuperadas (-), 165 pessoas em vigilância ativa (-) e 358 óbitos (+3).

Este ACES regista um total de 358 mortes por covid-19. Ourém tem 79 óbitos, Abrantes 67, Torres Novas 59, Tomar 50, Alcanena 38, Entroncamento 19, Ferreira do Zêzere 16, Mação 14, Vila Nova da Barquinha 8, Sardoal 5, e Constância 3. Mais de 40 por cento das mortes em Portugal entre o fim de janeiro e o princípio de fevereiro foram atribuídas à covid-19, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Só em janeiro, o ACES Médio Tejo registou 148 mortes por covid-19.

Sertã tem 667 casos (+2) e Vila de Rei 147 (+1) desde o início da pandemia

No ACES do Pinhal Interior Sul (PIS), o município da Sertã apresenta um total acumulado de 667 pessoas infetadas (+2), das quais 632 recuperadas da doença (+4). A Sertã tem 26 casos ativos e 15 pessoas em vigilância ativa. Há registo de 9 óbitos na Sertã.

Vila de Rei, por sua vez, regista um total de 147 casos de infeção (+1) desde o início da pandemia, 9 dos quais ativos, e 130 pessoas recuperadas (+2). Há 8 óbitos a registar, segundo os dados do ACES PIS. Vila de Rei tem 1 pessoa em vigilância.

Região do Médio Tejo com total de 13.370 casos e 375 óbitos nos 13 municípios

Com cerca de 250 mil habitantes, os 13 municípios do Médio Tejo somam 13.370 casos de infeção pelo novo coronavírus, das quais 12.556 no ACES Médio Tejo e 824 no ACES Pinhal Interior Sul (667 na Sertã e 147 em Vila de Rei). Há um total de 11.835 pessoas recuperadas (11.073 no ACES Médio Tejo, um total de 632 na Sertã e 130 em Vila de Rei (ACES PIS), a par de 375 óbitos (358 no ACES Médio Tejo e 17 no ACES PIS).

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes, e abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km’s quadrados.

Os municípios da Sertã e Vila de Rei fazem parte do Comunidade Intermunicipal (CIM) do Médio Tejo na divisão político-administrativa mas em termos de Saúde estão ligados ao ACES do Pinhal Interior Sul (PIS) que abrange ainda os concelhos de Proença-a-Nova e Oleiros, num total de cerca de 30 mil utentes.

Ponte de Sor com 804 casos (+1) e Gavião com 193 (+1) casos acumulados

No Alto Alentejo, Ponte de Sor apresenta hoje um total acumulado de 804 casos positivos desde o início da pandemia (+1), dos quais 761 estão recuperados (+2) e 10 estão ativos (-31. Há 33 óbitos a lamentar no concelho.

Gavião, por sua vez, apresenta hoje um total acumulado de 193 casos (+1) de covid-19, dos quais 170 pessoas estão dadas como recuperadas da doença (+2). Há sete óbitos (-) a lamentar e 16 casos ativos no concelho (-1), segundo informação da autarquia.

Lezíria com 14.342 casos (+49) e 445 óbitos desde o início da pandemia

A Lezíria do Tejo apresenta um total de 14.342 casos de infeção por SARS-CoV-2 (+49), dos quais 4.313 casos no concelho de Santarém. A Chamusca tem um total de 467 casos confirmados e 17 óbitos, e a Golegã tem 243 infeções (+3) e 10 óbitos.

A região da Lezíria acumula 445 óbitos, 145 dos quais em Santarém, e 13.165 pessoas recuperadas da doença.

Distrito de Santarém com total de 26.898 casos e 803 óbitos

O distrito de Santarém soma um total acumulado de 26.898 casos confirmados de doença (14.342 na Lezíria do Tejo e 12.556 no ACES Médio Tejo), e um total de 803 óbitos (445 na Lezíria e 358 no ACES Médio Tejo).  A Lezíria apresenta um total de 13.165 recuperados e o ACES Médio Tejo 11.073, o que dá um total de 24.238 pessoas recuperadas da doença.

Portugal com 50 mortes e 1.480 casos de infeção nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje 50 mortes relacionadas com a covid-19, o número mais baixo desde 06 de novembro de 2020, e 1.480 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico da DGS revela também que estão internados 2.767 doentes (menos 245 do que na terça-feira), o número mais baixo desde 10 de novembro, dos quais 567 em cuidados intensivos, menos 30, número que não era registado desde 11 de janeiro.

Hoje Portugal ultrapassou os 800 mil infetados ao totalizar 800.586 casos desde o início da pandemia.

Quanto às mortes, desde março de 2020 já se registaram 16.136 mortes associadas à covid-19.

Os dados divulgados hoje indicam ainda que 3.078 pessoas foram dadas como recuperadas, fazendo subir para 709.054 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

Há 24 dias consecutivos que o número de recuperados supera largamente o de novas infeções.

Os casos ativos em Portugal continuam a registar uma diminuição, com 75.396 casos ativos hoje, menos 1.648.

As autoridades de saúde têm em vigilância 63.402 contactos, menos 7.365 relativamente ao dia anterior, mantendo-se a tendência decrescente desde 30 de janeiro.

De acordo com os últimos dados da Direção-Geral da Saúde, Portugal tem atualmente 720.717 pessoas vacinadas: 468.929 com a primeira dose e 251.788 com a segunda dose.

Das 50 mortes registadas nas últimas 24 horas, 31 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, sete na região Centro, sete na região Norte, quatro no Alentejo e uma na região Autónoma da Madeira.

c/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).