- Publicidade -
Segunda-feira, Janeiro 24, 2022
- Publicidade -

Covid-19 | ACES Médio Tejo regista 164 novos casos nas últimas 24 horas

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo registou 164 novos casos confirmados de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, num dia em que Portugal teve um total 4.670 casos, o mais elevado dos últimos meses.

- Publicidade -

- Publicidade -

Nos 11 municípios do Médio Tejo abrangidos por este ACES, Ourém teve 44 novos casos confirmados nas últimas 24 horas, Torres Novas teve mais 37, o Entroncamento regista 27 casos, Tomar 22, e Abrantes 20 novos casos de infeção. Abaixo dos dois dígitos surgem seis concelhos: Ferreira do Zêzere, com 6 novos casos, Vila Nova da Barquinha, com 3, Alcanena e Constância, com 2 cada, e Sardoal com 1 caso. Só Mação não registou novos doentes nas últimas 24 horas.

Há já 5 concelhos com um nível de risco de contágio considerado “muito elevado”, acima dos 480 casos por cada 100 mil habitantes, e 3 concelhos no nível de “alerta”, por terem valores acima dos 240 mil casos por cada 100 mil habitantes. 

- Publicidade -

O ACES Médio Tejo, desde o início da pandemia, tem um total acumulado de 17.793 casos de infeção pelo novo coronavírus confirmados, dos quais 16.097 estão dados como recuperados, havendo um total de 412 óbitos a lamentar, 93 dos quais em Ourém, o concelho mais afetado com mortes atribuídas à covid-19, seguindo-se Abrantes, com 73, e Torres Novas, com 67.

- Publicidade -

A nível nacional, Portugal registou nas últimas 24 horas mais 4.670 casos confirmados de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 17 mortes atribuídas à covid-19, bem como mais oito pessoas internadas, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Ao dia de hoje estão internadas 841 pessoas com covid-19, mais oito do que na terça-feira, das quais 116 em unidades de cuidados intensivos, categoria que não registou alterações nas últimas 24 horas.

A maior parte dos novos casos foi diagnosticada na zona Norte (1.438), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (1.401) e zona Centro (1.231). Das 17 mortes, seis ocorreram na região Centro, quatro em Lisboa e Vale do Tejo, três na Madeira, duas no Norte, uma no Alentejo e uma no Algarve. Por idades, uma das pessoas que morreu com covid-19 tinha entre 50 e 59 anos, uma entre 60 e 69, sete entre 70 e 79 anos e oito tinham mais de 80 anos.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se entre os idosos com mais de 80 anos (12.034), seguindo-se as faixas etárias entre os 70 e os 79 anos (3.967) e entre os 60 e os 69 anos (1.683).

Há agora 55.778 casos ativos de covid-19 (mais 2.207 do que na terça-feira) e recuperaram 2.446 pessoas, o que aumenta o total nacional de pessoas recuperadas para 1.077.683.

Em relação a terça-feira, as autoridades de saúde têm mais 2.821 contactos em vigilância, totalizando 67.805.

Dos novos casos, 624 foram diagnosticados em crianças com menos de 10 anos, 481 em jovens entre os 10 e os 19 anos, 585 em pessoas entre os 20 e os 29, 700 entre os 30 e os 39 anos, 785 entre os 40 e 49 anos, 620 entre os 50 e 59 anos, 483 entre os 60 e os 69 anos, 278 entre os 70 e os 79 anos e 114 em pessoas com mais de 80 anos.

A região de Lisboa e Vale do Tejo registou desde o início da crise pandémica 441.759 casos e 7.834 mortes. Na região Norte, registaram-se 433.138 infeções e 5.647 óbitos desde o início da pandemia. A região Centro tem agora um total acumulado de 160.805 infeções e 3.257 mortes. O Algarve notificou mais 295 casos, acumulando 48.826 contágios e 509 óbitos, e há mais 171 novos casos no Alentejo, que soma 42.532 contágios e 1.063 mortos desde março de 2020. A Região Autónoma da Madeira contabilizou, nas últimas 24 horas, segundo a DGS, 91 novos casos, somando 14.730 infeções e 99 mortes, e os Açores 43 novos casos, totalizando 10.129 contágios e 49 mortes. As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 1.151.919 pessoas – 535.201 homens e 615.918 mulheres –, indicam os dados da DGS, segundo os quais há 800 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Entre as 18.458 pessoas que morreram com covid-19 em Portugal desde o início da pandemia, 9.670 eram homens e 8.788 mulheres.

A covid-19 provocou pelo menos 5.214.847 mortes em todo o mundo, entre mais de 262,26 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Uma nova variante, a Ómicron, foi recentemente detetada na África do Sul e, segundo a Organização Mundial da Saúde, o “elevado número de mutações” pode implicar uma maior infecciosidade.

c/LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome