Covid-19 | ACES Médio Tejo com 15 novos casos nas últimas 24 horas (c/áudio)

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo registou 15 novos casos de infeção com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, e chegou às 1215 infeções confirmadas desde o início da pandemia e das quais resultaram 23 óbitos. Há hoje 10 novos casos em Ourém, dois no Entroncamento e em Mação, e mais um caso em Abrantes. Portugal tem mais 37 mortos e 3.062 casos nas últimas 24 horas.

PUB

Este domingo foram conhecidos os resultados de cerca de quatro centenas de testes efetuados em dois lares, em Abrantes e em Sardoal, e todos os utentes deram resultado negativo, deram conta ao mediotejo.net os presidentes das duas autarquias. Em Sardoal, os resultados foram conhecidos na madrugada deste domingo, e dos 179 testes efetuados apenas um deu positivo, elevando para 7 o número de trabalhadores infetados.

ÁUDIO MIGUEL BORGES, PRESIDENTE CM SARDOAL:

PUB

Os cerca de 200 testes realizados a utentes e funcionários do Lar da Santa Casa da Misericórdia de Abrantes deram todos negativo, disse este domingo o presidente da Câmara Municipal, mantendo-se um total de quatro funcionários infetados pelo novo coronavírus. Manuel Jorge Valamatos não escondeu o seu alívio por uma situação que poderia ser problemática, tendo pedido à população que se proteja e não baixe a guarda nestes meses mais difíceis que se antecipam em tempos de pandemia.

ÁUDIO MANUEL JORGE VALAMATOS, PRESIDENTE CM ABRANTES:

 

Com os 15 casos de hoje, o ACES Médio Tejo chegou aos 1215 casos acumulados, num dia em que a Lezíria registou 63 novos casos de infeção. Nos 11 concelhos do ACES Médio Tejo, Ourém é o concelho com maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, com 265 (+10), seguido pelo Entroncamento, com 254 (+2), Tomar (214), Torres Novas (163), Abrantes, com 148 (+1), Alcanena (61), Mação, com 48 (+2), Constância (18), Vila Nova da Barquinha (17), Ferreira do Zêzere (14) e Sardoal (13).

 

No ACES Médio Tejo, o município de Torres Novas tem 78 pessoas em vigilância ativa, seguido de Alcanena (67), Ourém (66), Abrantes (49), Entroncamento (48), Sardoal (39), Tomar (33), Constância (20), Ferreira do Zêzere (9), Vila Nova da Barquinha e Mação (7).

Este ACES regista um total acumulado de 1215 pessoas infetadas (+15), 670 recuperadas (+19), 423 pessoas em vigilância ativa (-20) e 23 óbitos (-).

ACES PIS com 13 casos ativos na Sertã e três casos ativos em Vila de Rei

No ACES do Pinhal Interior Sul (PIS), Vila de Rei tem 4 casos de infeção desde o início da pandemia, três deles ativos e 5 pessoas em vigilância. Os casos positivos sinalizados em funcionários na Unidade de Cuidados Continuados de Vila de Rei levaram à realização de cerca de 140 testes a todos os utentes e funcionários, não havendo sinais de casos positivos em utentes na instituição. A Sertã, por sua vez, apresenta um total acumulado de 52 casos confirmados, dos quais 39 pessoas estão recuperadas da doença, 13 casos estão ativos e 43 pessoas estão hoje em vigilância ativa.

 

Região do Médio Tejo com total de 1260 casos confirmados nos 13 municípios

Com cerca de 250 mil habitantes, os 13 municípios do Médio Tejo somam hoje um total de 1260 casos (+15) confirmados de infeção pelo novo coronavírus (1215 no ACES Médio Tejo e 56 no ACES Pinhal Interior Sul), 710 pessoas recuperadas (670 no ACES Médio Tejo, 39 na Sertã e 1 em Vila de Rei (ACES PIS) e 23 óbitos.

O ACES Médio Tejo abrange a área territorial de 11 municípios com cerca de 235 mil utentes, e abrange as unidades de saúde de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Tomar, Torres Novas e Vila nova da Barquinha, numa área territorial de 2.706,10 Km’s quadrados.

Os municípios da Sertã e Vila de Rei fazem parte do Comunidade Intermunicipal (CIM) do Médio Tejo na divisão político-administrativa mas em termos de Saúde estão ligados ao ACES do Pinhal Interior Sul (PIS) que abrange ainda os concelhos de Proença-a-Nova e Oleiros, num total de cerca de 30 mil utentes.

Ponte de Sor tem 27 casos ativos, Gavião com 4 casos ainda ativos

No Alto Alentejo, Ponte de Sor apresenta hoje oito novos casos, o número mais elevado num só dia, e tem um total acumulado de 52 casos positivos desde o início da pandemia. Pelo menos cinco dos casos são relativos a pessoas que não residem no concelho e que não atualizaram a sua residência fiscal. O município refere apenas a ocorrência de 47 casos, dos quais 27 estão ativos. Três turmas estão em isolamento nas escolas secundárias de Ponte de Sor e de Montargil, deu hoje conta o presidente da Câmara de Ponte de Sôr, Hugo Hilário, tendo feito notar que até ao dia de hoje não houve casos covid em lares.

ÁUDIO HUGO HILÁRIO, PRESIDENTE CM PONTE DE SOR:

Gavião, por sua vez, tem hoje um total acumulado de 14 casos, tendo registado cinco novas infeções na última semana, quatro das quais com cidadãos residentes na freguesia de Comenda e uma com um bombeiro residente em Gavião, havendo nove pessoas recuperadas da doença.

Região da Lezíria com 4 óbitos e 38 novos casos nas últimas 24 horas

A Lezíria do Tejo apresenta hoje um total acumulado de 1934 doentes (+63), dos quais 738 casos no concelho de Santarém, segundo dados da Rede Regional. Nas últimas 24 horas há registo de 63 novas infeções e 29 pessoas recuperadas. A Chamusca tem hoje um total de 65 casos confirmados, entre os quais quatro óbitos, e a Golegã regista 39 infeções. A região da Lezíria acumula 50 óbitos, 24 dos quais em Santarém.

Distrito de Santarém com total de 3149 casos, 2023 recuperados e 73 óbitos

O distrito de Santarém soma um total acumulado de 3149 casos de doença (1934 na Lezíria do Tejo e 1215 no ACES Médio Tejo), e um total de 73 óbitos (50 na Lezíria e 23 no ACES Médio Tejo).  A Lezíria do Tejo apresenta um total de 1363 doentes recuperados (+29) e o ACES Médio Tejo tem 670 (+19 pessoas recuperadas em Ourém), o que dá um total de 2023 pessoas recuperadas do vírus.

Portugal com mais 37 mortos e 3.062 casos nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 37 mortos relacionados com a covid-19 e 3.062 novos casos confirmados de infeção, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim hoje divulgado, Portugal já contabilizou 144.341 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus e 2.544 óbitos. Das 37 mortes registadas, 20 ocorreram na região Norte, 12 em Lisboa e Vale do Tejo, três no Centro e duas no Alentejo.

Em relação aos internamentos, o número de pessoas hospitalizadas continua a subir há cerca de duas semanas, sendo agora 2.122 pessoas, mais 150 do que no sábado.

Nas últimas 24 horas são menos dois os doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos, totalizando 284. A DGS revela que estão ativos 60.026 casos de infeção, mais 1.534 do que no sábado.

Também nas últimas 24 horas foram dados como recuperadas 1.491 pessoas, num total de 81.771 desde o início da pandemia. As autoridades de saúde têm agora sob vigilância 64.805 pessoas, mais 291 nas últimas 24 horas.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções, mas é entre os 20 e os 29 que há mais casos de covid-19. No total, o novo coronavírus já afetou em Portugal pelo menos 65.483 homens e 78.858 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 1.302 eram homens e 1.242 mulheres. O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

O Governo decidiu no sábado novas medidas restritivas para combater o aumento de novos casos, passando 121 municípios a ficar abrangidos, a partir de quarta-feira, pelo dever cívico de recolhimento domiciliário, novos horários nos estabelecimentos e teletrabalho obrigatório.

Os restaurantes nestes 121 concelhos têm de fechar até às 22:30 e todos os estabelecimentos comerciais terão de encerrar, na generalidade, às 22:00.

Também nestes territórios – que representam 70% da população residente -, ficam proibidas as feiras e os mercados de levante, e os eventos e celebrações ficam limitados a cinco pessoas, exceto nos casos em que os participantes pertencem ao mesmo agregado familiar.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 1,2 milhões de mortos e mais de 46 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

c/LUSA

PUB
PUB
Mário Rui Fonseca
A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).