Covid-19 | Abrantes ativou Posto de Comando Municipal de Operações de Proteção Civil

O Posto de Comando Municipal de Operações de Proteção Civil foi ativado esta terça-feira e localizado em permanência no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Abrantes. Desde o inicio da pandemia, e até ao momento, nenhum Bombeiro de Abrantes testou positivo ao SARS-CoV-2, apesar dos 49 serviços de transporte realizados a doentes de covid-19.

PUB

A Comissão Municipal de Proteção Civil de Abrantes decidiu a ativar o Posto de Comando Municipal de Operações de Proteção Civil, em reunião extraordinária de 17 de novembro, atendendo ao Estado de Emergência declarado e à inclusão do Concelho de Abrantes na lista dos concelhos com risco elevado de transmissão do vírus SARS-CoV-2.

Segundo nota de imprensa, o Posto de Comando “coordena a resposta municipal em situações relacionadas com a pandemia de covid-19, nomeadamente, em caso de necessidade de mobilizar e ativar meios e recursos existentes, de forma a gerir as situações relacionadas com a pandemia” e está localizado em permanência no Quartel dos Bombeiros Voluntários de Abrantes.

PUB

De salientar que desde o inicio da pandemia de covid-19 até ao momento, nenhum dos operacionais do Corpo de Bombeiros de Abrantes testou positivo ao novo coronavírus apesar de terem efetuado “275 transportes” de doentes sendo que “49 eram positivos” ao SARS-CoV-2, disse ao mediotejo.net o comandante António Jesus.

O comandante dos Bombeiros de Abrantes explica que “todos os bombeiros profissionais já foram testados uma vez” sendo que, dos voluntários, “alguns grupos foram testados, nomeadamente em contexto profissional”, e enquanto não obtêm os resultados do despiste “ficam sem fazer serviços”, refere António Jesus.

O comandante explica não haver necessidade de testar sempre que os bombeiros realizam um serviço porque o protocolo é cumprido, ou seja trabalham “totalmente equipados, com luvas, botas, equipamentos de proteção individual, sempre preparados como se todos os doentes ou sinistrados tivessem covid-19. Por exemplo, num acidente, em desencarceramento, os socorristas vão equipados na possibilidade do sinistrado estar infetado”, explicou.

Além disso, “a ambulância quando chega ao quartel dos Bombeiros é desinfetada e fica 45 minutos sem fazer um serviço”, afimou António Jesus.

Este Posto de Comando agrega várias entidades, nomeadamente a Câmara Municipal de Abrantes e o respetivo Serviço Municipal de Proteção Civil, a Autoridade de Saúde Local, os Bombeiros Voluntários de Abrantes, a PSP, a GNR, um representante das Juntas de Freguesia, a Segurança Social, o Centro Hospitalar do Médio Tejo, o Núcleo da Cruz Vermelha, o RAME e a Associação de Agricultores.

PUB
Paula Mourato
A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).