“Convocados para ficar em casa e travar a pandemia”, por Hugo Costa

Hugo Costa. Foto: PS

A nossa vida mudou muito nos últimos dias. De um momento para o outro, a pandemia de COVID-19 tornou-se o centro de todas as preocupações mundiais. Ninguém está preparado para uma emergência de saúde pública desta dimensão. E, neste caso, é uma questão de vida ou de morte respeitar as regras e os conselhos das autoridades de saúde.

PUB

PUB

O meu primeiro conselho é, se for possível, fique em casa. O isolamento social é a melhor prevenção e também a melhor forma de achatar a curva do número de casos. Se não for possível ficar em casa, pela sua saúde e dos outros, tome todas as preocupações nas saídas. Todos nós estamos convocados para o desafio de travar esta pandemia.

Nestas breves linhas, quero deixar uma palavra de profundo reconhecimento ao trabalho de todos os profissionais de saúde, segurança e proteção civil, que estão na primeira linha deste enorme desafio. Mas também uma palavra a todos que continuam a garantir que o país não pare, em múltiplas atividades económicas que continuam abertas.

PUB

Este também é o período em que precisamos dos verdadeiros profissionais de jornalismo. É importante, simultaneamente, combater as” fake news” que proliferam pelas redes sociais mas também combater o alarmismo e desinformação, sempre respeitando o direito à privacidade das pessoas doentes e das suas famílias.

O desafio económico que segue será imenso e temos de estar conscientes disso mesmo. E esta é a segunda frente de batalha que importa travar: o futuro da nossa economia. Não tenhamos ilusões. A crise será profunda. Existem setores como turismo, restauração, pequeno comércio que serão profundamente afetados. Vai competir ao Estado encontrar as respostas para ajudar estes setores.

Termino com votos de coragem e de confiança, quer nas autoridades quer nos profissionais que todos os dias, acredito, dão o seu melhor para suavizar este desafio que é de todos nós.

PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here