Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância | Website dedicado a Alexandre O’Neill conta com apoio do Município

No âmbito do projeto de investigação “Lugares de O’Neill”, da responsabilidade do Centro de Estudos de Comunicação e Cultura da Universidade Católica Portuguesa, que decorreu entre os anos 2018 e 2019, foi desenvolvido um website dedicado ao poeta Alexandre O’Neill, que se encontra desde o dia 19 de outubro disponível no Portal da Biblioteca Nacional de Portugal.

- Publicidade -

Este projeto, através do qual é possível desfiar a vida de Alexandre O’Neill, contou com a parceria do Município de Constância, através da Biblioteca Municipal, bem como com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

Através da celebração de um protocolo de colaboração, o Município apoiou este projeto em várias ações, nomeadamente no “tratamento técnico-documental informatizado da Biblioteca Pessoal de Alexandre O’Neill, que se encontra ainda a ser finalizado”, conforme refere a autarquia constanciense em comunicado.

- Publicidade -

DR

Foi em Constância que o poeta Alexandre O’Neill tinha a sua biblioteca particular, numa casa na Rua Machado dos Santos (antiga Rua de São Pedro), onde vivia durante as temporadas que passava na vila poema.

No ano do seu falecimento, em 1986, a biblioteca pessoal foi doada ao município de Constância, sendo criada a “Coleção O’Neill”, com mais de 3400 títulos. Em 2005, foi atribuído oficialmente o nome do poeta à biblioteca municipal, hoje conhecida como Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill.

Biblioteca Municipal Alexandre O´Neill (Foto: CMConstância)

No site dedicado ao poeta Alexandre O’Neill é agora possível viajar de forma detalhada pelos diversos momentos da sua vida, desde os primeiros trabalhos na área da publicidade que fez para sustento, até ao primeiro prémio que recebeu na vida, passando, inevitavelmente, pela sua poesia.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome