Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância, Vila de Rei e VN Barquinha com nota máxima na qualidade de água

Constância, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha são os três municípios dos 13 do Médio Tejo que conseguiram alcançar 100% nas várias análises e parâmetros num estudo da ERSAR – Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos, relativo ao controlo da qualidade da água por concelho, em 2017. Estes três concelhos apresentaram ainda a pontuação máxima no parâmetro “Água Segura”, estando por esse motivo em evidência.

- Publicidade -

Tanto os municípios de Constância, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha são entidades gestoras dos equipamentos de captação, tratamento e distribuição de água para consumo dos munícipes, algo que acontece entre a maioria dos municípios desta região e não só, e que, apesar de não terem alcançado nota máxima, estão igualmente bem colocados na classificação atribuída por este estudo.

No ranking, com os restantes 10 municípios do Médio Tejo, posicionam-se da seguinte forma em termos de análises do valor paramétrico fixado na legislação e água segura para consumo, tendo as análises realizadas sido feitas a 100%:

- Publicidade -

Posição – Concelho – Classificação (%) – Entidade Gestora

1. Ourém: 99,82% – Águas de Ourém

2. Sardoal: 99,77% – CM Sardoal

3. Alcanena: 99,74% – Luságua Alcanena

4. Abrantes: 99,73% – Serviços Municipalizados de Abrantes

5. Torres Novas: 99,64% – Águas do Ribatejo

6. Ferreira do Zêzere: 99,62% – CM Ferreira do Zêzere

7. Tomar: 99,50% – SMAS Tomar

8. Entroncamento: 99,29% – CM Entroncamento

9. Sertã: 98,09% – CM Sertã

10. Mação: 97,80% – CM Mação

Recorde-se que tem estado na ordem do dia o estudo e discussão sobre a criação de um Serviço Intermunicipal de Gestão do Sistema de Água em Baixa, que abrangeria os concelhos que integram a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Acontece que, dos 13 apenas sete demonstraram interesse em participar nesta agregação, entre os quais Constância e Vila Nova da Barquinha.

Vila de Rei foi um dos concelhos que negou interesse em avançar para este serviço intermunicipal. Em comunicado que fez chegar ao nosso jornal, o autarca vilarregense, Ricardo Aires (PSD), justificou este facto com “a elevada qualidade da água disponível ao consumidor”, argumentando ainda que Vila de Rei “apresenta um dos mais baixos preços de água ao consumidor a nível nacional”.

O objetivo passa por “manter a gestão do serviço de sistema de água no concelho, com baixos preços e a mesma qualidade”, motivos pelos quais “o município decidiu não avançar para o Serviço Intermunicipal de Gestão do Sistema de Água em Baixa”, referiu.

Por outro lado, o autarca congratulou-se com os investimentos dos “últimos quatro anos” no que toca à “captação, tratamento e distribuição da água”, que indica serem fatores decisivos para a obtenção desta “pontuação de excelência atribuída no que respeita à segurança e qualidade da água”.

A nível nacional (Portugal Continental) alcançaram igualmente nota máxima [100% em todos os parâmetros] os concelhos de Albergaria-a-Velha, Alcobaça, Alter do Chão, Belmonte, Bombarral, Campo Maior, Cascais, Castelo de Vide, Cinfães, Condeixa-a-Nova, Esposende, Estarreja, Faro, Felgueiras, Gondomar, Lamego, Monforte, Mourão, Murtosa, Ovar, Paços de Ferreira, Penafiel, Sesimbra, Tavira, Trofa, Valongo, Vendas Novas e Viana do Alentejo, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia e Vila Viçosa.

Na região destacam-se ainda com pontuações a rondar a nota máxima os concelhos de Chamusca (99,43% – Águas do Ribatejo), Gavião (99,22% – CM Gavião), Golegã (98,82%- CM Golegã), Ponte de Sor (98,90% – CM Ponte de Sor), Proença-a-Nova (96,96% – CM Proença-a-Nova) e Vila Velha de Ródão (99,20% – CM Vila Velha de Ródão).

fonte: ERSAR

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome