Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Terça-feira, Agosto 3, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância | Testes em massa em Santa Margarida, freguesia tenta controlar surto na comunidade (C/VIDEO)

Com 26 casos ativos e uma morte a lamentar, o agravamento da situação pandémica fez avançar um processo de testagem a toda a população da freguesia de Santa Margarida da Coutada, no concelho de Constância. A delegada de Saúde Pública diz que há 31 casos ativos em todo o concelho e que os mesmos derivam de “transmissão comunitária, de transmissão familiar, e de um casamento”.

- Publicidade -

Em Santa Margarida, há um circuito de testes em Drive-Thru, sem que as pessoas tenham de sair do carro, e uma alternativa para fazer a pé, dentro de instalações. As autoridades contam testar 1.200 pessoas até sexta-feira. A freguesia de Santa Margarida detém 26 dos 31 casos ativos de covid-19 no concelho de Constância, 83% do total de casos, e é ali que se centram as preocupações com a atual situação, sendo a bateria de testes realizada durante três dias, sendo a primeira das três freguesias incluídas na campanha de testagem. As freguesias de Montalvo, com três casos ativos, e a de Constância, com dois casos ativos, poderão vir a ser também testadas, dependendo dos resultados desta semana e do evoluir da situação no concelho.

O jornal mediotejo.net esteve esta manhã no arranque do processo de testagem à população e falou com alguns dos populares, autarcas e autoridades de saúde, tendo a Delegada de Saúde Pública do ACES Médio Tejo feito notar que os 31 casos ativos no concelho derivam de três fatores: “são casos de transmissão comunitária, de transmissão familiar, e casos provenientes de um casamento”, afirmou, tendo feito notar que a situação não começou com o casamento nem os casos ativos são todos derivados deste evento específico que decorreu no Entroncamento, com a cerimónia, e que continuou na zona de Porto de Mós, afetando alguns dos convidados, quer do concelho de Constância, como também do Entroncamento e de Torres Novas.

- Publicidade -

Em declarações ao mediotejo.net, o presidente do município, Sérgio Oliveira, falou da importância do processos de testagem, confirmou e lamentou a morte de uma senhora de Santa Margarida, de 71 anos, por covid-19, e admitiu ser quase “inevitável” que na próxima avaliação do Governo, a 29 de julho, o concelho irá passar para o patamar de risco “muito elevado”, tendo pedido que não se realizem convívios particulares, de modo a evitar que a situação “se agrave ainda mais do que já está”.

Com uma população a rondar os 4000 habitantes, no conjunto das três freguesias – Constância, Montalvo e Santa Margarida –a taxa de incidência da pandemia no concelho, ultrapassa o número de casos por cada 100 mil habitantes, muito acima do limite de 480 definido para o “risco elevado” em que o município já está há seis semanas.

Maria dos Anjos Esperança, coordenadora da USP do ACES Médio Tejo, e Sérfio Oliveira, presidente da CM Constância, acompanharam o processo de testagem à população. Fotp: mediotejo.net

O edil admite que não é tempo de desanimar nem perder a esperança mas sim de procurar soluções, reforçando o apelo para que sejam cumpridas as regras de distanciamento social, uso de máscara e higienização das mãos por parte de todos. “O facto de estarem vacinados não deve ser motivo para deixarem de ter estes cuidados; o facto de estarem vacinados não impede que apanhem o vírus ou que o transmitam”, reforça.

A ação de testagem começou precisamente na freguesia de Santa Margarida e decorrerá durante três dias: hoje, quarta-feira, (21 de julho), na Associação Cultural e Recreativa Aldeiense (antiga Casa do Povo); na quinta-feira (22 de julho), na Sociedade Recreativa Portelense; e na sexta-feira (23 de julho), na União Jazz Malpiquense.

A testagem decorre entre as 10h00 e as 16h00 e existem duas opções: a pessoa desloca-se na sua viatura e é testada dentro do veículo (modo preferencial), ou pode deslocar-se a pé, sendo que neste caso é aconselhado o pré-agendamento – que pode ser feito através dos contactos 249 739 367 ou 964 112 560. Todas as pessoas devem fazer-se acompanhar do cartão de cidadão ou bilhete de identidade e cartão de utente.

Há um circuito de testes em drive-thru, sem que as pessoas tenham de sair do carro, e uma alternativa para fazer a pé, dentro das instalações. A manhã foi muito participada pela população. Foto: mediotejo.net

Sérgio Oliveira apelou ainda para que se evitem fazer “convívios particulares na casa do amigo A, do vizinho B, do familiar C, para que efetivamente consigamos ultrapassar esta situação”.

Perto de 300 colheitas realizadas na primeira manhã de testes

O agravamento da situação pandémica no Concelho de Constância fez a Autoridade de Saúde Local avançar com testes a toda a população da freguesia de Santa Margarida da Coutada. Uma operação de testagem em massa, a decorrer nos dias 21,22 e 23 de julho, que conta com a operacionalização do Serviço de Patologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo para a colheita e testagem das amostras, prevendo-se a realização de mais de 1000 testes à Covid-19, durante estes três dias.

Para a concretização desta operação de testes foram acionadas três linhas de colheitas, duas em regime de Drive Thru, com as pessoas a serem testadas nos seus veículos, e uma linha de testagem para quem se desloque a pé.

Carlos Cortes, Diretor do Serviço de Patologia Clínica do CHMT. Foto: mediotejo.net

O Serviço de Patologia Clínica do CHMT, coordenado pelo seu diretor, Carlos Cortes, deslocou uma equipa de 5 profissionais, técnicos e assistentes operacionais, que, logo na primeira manhã, foi reforçada com mais um elemento, dada a grande adesão da população ao local da colheita. Até às 13h00 foram realizadas perto de 300 colheitas, num arranque muito expressivo desta operação.

As colheitas são posteriormente enviadas para o laboratório do Serviço de Patologia Clínica do Centro Hospitalar do Médio Tejo que fará o seu processamento por biológica molecular pela técnica de RT-PCR, método de referência para a deteção do SARS-CoV-2, assim como a identificação das variantes do vírus. Os resultados serão transmitidos à Autoridade de Saúde Local a partir do final da tarde de 21 de julho.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo, EPE, está, como tem estado desde o início da pandemia, com o seu Serviço de Patologia Clínica, a colaborar na realização de colheitas e testes à Covid-19, deslocando-se a vários concelhos da área de abrangência do Médio Tejo, colocando os seus recursos técnicos e profissionais ao serviço da população.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome