Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância | Requalificação da Rua do Moinho de Vento vai arrancar em breve (c/áudio)

A empreitada de requalificação de uma das principais artérias da vila de Constância está perto de ter início, tendo a Câmara Municipal aprovado recentemente a minuta do contrato com a empresa a quem a obra foi adjudicada. Menos sorte teve a Avenida das Forças Armadas, cujo concurso público ficou deserto.

- Publicidade -

Escola Básica Luís de Camões, GNR, Piscina e Pavilhão Municipais são alguns dos equipamentos situados na Rua do Moinho de Vento, uma das principais artérias da vila poema e que está, nas palavras do presidente da Câmara Municipal, a “começar a ficar em muito mau estado”.

Aprovado em reunião de Câmara o projeto de execução da requalificação desta rua em junho do ano passado, com abstenção da CDU, um ano depois veio a deliberação do executivo camarário a minuta do contrato a celebrar com a empresa a quem a obra foi adjudicada, tendo desta vez a aprovação sido unânime.

- Publicidade -

Recorde-se que o projeto de requalificação da Rua do Moinho de Vento é uma empreitada que ronda os 300 mil euros [274.000,00€ + IVA], comparticipada a 85% por fundos comunitários.

“Passa por tornar toda aquela zona acessível, a nível de passeios para pessoas com mobilidade reduzida, requalificar toda aquela via, repavimentar, fazer passadeiras sobre-elevadas – também por uma questão de segurança na zona da escola, piscina, pavilhão, GNR”, descreve ao mediotejo.net o presidente do Município de Constância, que admite esperar que a obra avance “nas próximas semanas”.

Já no caso da Avenida das Forças Armadas, também com financiamento aprovado a 85% no âmbito de fundos comunitários, viu o seu concurso público ficar deserto, numa empreitada que rondará os 500 mil euros.

Avenida das Forças Armadas, uma das principais ruas de acesso ao centro histórico da vila de Constância. Foto: Ana Rita Cristóvão | mediotejo.net

Em reunião de Câmara a 17 de junho, Sérgio Oliveira deu conta de que houve apenas uma proposta que não apresentou todos os documentos necessários e cujo preço foi acima do preço base do procedimento.

“Já fizemos uma reunião com o arquiteto que nos fez o projeto, com vista a olhar para a questão dos preços e para fazer uma revisão aos preços para, entretanto, se lançar um novo procedimento sob a Avenida das Forças Armadas”, acrescentou ao mediotejo.net, apontando a intenção de lançar novo concurso para esta obra durante o mês de julho.

ÁUDIO | Sérgio Oliveira em declarações ao mediotejo.net

“Isto [referindo-se aos concursos desertos] tem-se passado um pouco pelo país todo. Os preços têm vindo a aumentar consideravelmente e as empresas de construção civil têm-se visto aflita para conseguirem mão de obra”, concluiu o autarca.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome