Segunda-feira, Março 1, 2021
- Publicidade -

Constância | Quatro turmas estão em isolamento mas houve uma que não ficou, mesmo após caso Covid-19 (c/áudio)

Na reunião pública da Câmara Municipal de Constância de quinta-feira, 19 de novembro, o presidente do Município fez um ponto de situação relativamente à situação da Covid-19 nas escolas do concelho. São atualmente quatro as turmas em isolamento após a deteção de casos positivos. No entanto, existe uma turma da escola sede do Agrupamento, em Constância, em que foi detetado um caso positivo mas que não foi para isolamento, situação que está a gerar dúvidas por parte da comunidade.

- Publicidade -

“Relativamente às escolas, a informação que tenho é que estão quatro turmas em isolamento, casos que houve positivos em turmas quer na escola sede, em Constância, quer no Centro Escolar em Santa Margarida, e que estão a ser acompanhadas quer pela diretora do Agrupamento quer pela autoridade de saúde”, disse o presidente da Câmara Municipal, em declarações ao mediotejo.net.

Em reunião de Câmara, o autarca fez um ponto de situação relativamente à situação na generalidade do concelho, que na presente semana teve o aparecimento de mais alguns casos, totalizando 41 o número de pessoas que já testaram positivo desde o início da pandemia.

- Publicidade -

Neste contexto, o presidente deu conta de ter sido contactado por alguns munícipes quanto a uma situação na Escola Básica e Secundária Luís de Camões, em Constância. “O que se passou concretamente, tive conhecimento dessa situação hoje [quinta-feira] à tarde, é que efetivamente houve uma aluna que na segunda-feira de manhã recebeu o resultado do teste que foi positivo, imediatamente, foi retirada da escola e a turma não entrou em isolamento”, explicou o autarca aos jornalistas.

O facto de a turma onde foi detetado caso positivo não ter entrado em isolamento gerou algumas dúvidas na comunidade quanto aos critérios utilizados para a tomada ou não desta medida, tendo em reunião de Câmara a vereadora Sónia Varino (CDU) questionado sobre o porquê de “uma turma vem para casa, a outra não vem para casa”.

“De alguma maneira, temo-nos apercebido de certas chatices em que a falta de informação poderá estar a dar origem a tais situações”, disse a vereadora.

Reunião de Câmara Municipal de Constância, 19 de novembro de 2020. Foto: mediotejo.net

O presidente da Câmara Municipal diz que, após ter tomado conhecimento da situação na escola Luís de Camões, contactou a delegada de saúde no sentido de obter uma justificação. “A justificação que deu foi que como a aluna teve apenas praticamente uma hora na escola, não havia necessidade de estar a pôr o resto da turma em isolamento. Ela diz que o risco de contágio numa situação tão curta, em que a aluna esteve dentro da sala mas esteve com máscara conforme os colegas estavam, que não levanta questões de maior”, disse o autarca.

“Se a aluna tivesse ficado a manhã toda na escola provavelmente a solução já teria sido colocar todos em isolamento”, acrescentou, sublinhando que “a doutora Lurdes Léon é que é a delegada de saúde e a responsável por essa decisão”.

Sérgio Oliveira afirmou, em reunião de Câmara, que “quem gere estas questões é a autoridade de saúde, nós podemos concordar ou discordar mas não podemos contrariar aquilo que é a posição da autoridade de saúde”. No entanto, o autarca reflete que após esta situação de pandemia passar se deve, a nível nacional, “fazer uma avaliação profunda sobre estes últimos tempos”.

ÁUDIO REUNIÃO DE CÂMARA 19 DE NOVEMBRO:

 

Quanto à situação nos lares do concelho, o autarca deu conta de que para já a situação é de tranquilidade.

“Desde aquele susto que levámos e dos seis casos positivos entre os trabalhadores da Santa Casa, já foram feitos mais testes de forma regular aos funcionários e felizmente ninguém deu positivo”, disse Sérgio Oliveira ao mediotejo.net, adiantando ainda que, no que respeita à situação no posto da GNR, se mantém no local a unidade móvel de apoio ao efetivo de Constância.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou à capital com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).