- Publicidade -
Quarta-feira, Janeiro 26, 2022
- Publicidade -

Constância | PS inaugura sede e apresenta candidatos à Assembleia Municipal

O Partido Socialista inaugurou no sábado, dia 2 de setembro, a sede de campanha autárquica em Constância e na mesma ocasião apresentou a lista à Assembleia Municipal, encabeçada por António Luis Mendes, 63 anos, militar aposentado e vereador do atual executivo. Presentes nesta sessão estiveram Jorge Lacão, em representação da direção nacional do PS, António Gameiro, presidente da distrital de Santarém do PS, e Sérgio Oliveira, candidato à presidência da Câmara de Constância.

- Publicidade -

Na sua intervenção, António Luís Mendes enalteceu todos os elementos que compõe a sua lista e explicou porque razão a sede de campanha se situa no centro histórico da vila: “Nós fazemos questão que a sede fosse na zona histórica de Constância porque uma das nossas preocupações é com a regeneração urbana, a reabilitação da zona histórica”, disse o candidato à Assembleia Municipal”.

Referindo-se depois à freguesia de Montalvo e à questão do encerramento da extensão de saúde, o candidato à Assembleia Municipal sublinhou que “o posto médico não fechou por culpa do dr. Fernando Siborro. Existem organismos competentes para fecharem os postos médicos e um desses organismos é a Câmara Municipal, uma vez que podia ter feito pressão junto das entidades competentes e evitar o encerramento do posto”.

António Luís Mendes, candidato à Assembleia Municipal de Constância Foto: médiotejo.net
- Publicidade -

António Luís Mendes reagiu depois às criticas de que esta candidatura foi alvo “por ter um candidato muito jovem”. “Disseram que era muito novo, que não tinha experiência e falaram das suas aptidões. Tudo não passa de uma orquestração facilmente desmontável”, frisou o candidato à Assembleia Municipal.

Em sintonia com António Mendes esteve Sérgio Oliveira, 31 anos, jurista, candidato à Câmara Municipal, que, aquando da sua intervenção na sessão de ontem, reagiu também às criticas feitas: “Há quem ande por aí a dizer que falta estaleca às pessoas que compõem as listas do PS. Pois, quem demonstrou falta de estaleca foi quem foi incapaz de dirigir a sua equipa de vereadores, quem foi incapaz de motivar a larga maioria dos funcionários da autarquia, quem não conseguiu evitar que um presidente de junta de Constância rompesse e se apresente a estas eleições como candidato independente”, sublinhou o candidato à Câmara.

- Publicidade -

Relativamente à extensão de saúde de Montalvo, Sérgio Oliveira garantiu que “o PS foi e continua a ser solidário com o povo de Montalvo. Tudo faremos junto da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e junto da Casa do Povo de Montalvo para que a extensão de saúde seja novamente uma realidade e para que Montalvo volte a ter médico de família”, assegurou o candidato.

Sérgio Mendes é candidato à presidência da Câmara de Constância Foto: mediotejo.net

Para além deste ponto, Sérgio Oliveira recordou que a sua candidatura assenta em quatro pilares fundamentais: atração do investimento privado, fixação de empresas, criação de emprego e fixação de população. “A prossecução de politicas sociais que sejam justas para todos e a revitalização do centro histórico, da vila e aldeias e a nova travessia sobre o rio Tejo”, são igualmente objectivos que o candidato disse querer atingir.

Sérgio de Oliveira disse ainda que as listas do PS, em Constância, tinham atingido um número histórico, sendo compostas por 181 homens e mulheres.

Por fim o candidato fez um apelo ao voto e pediu a maioria absoluta. “Esta terra esteve amordaçada nos últimos anos. Há pessoas com medo de falar, de dar a sua opinião. Só com uma maioria clara o Partido Socialista consegue cumprir o seu programa eleitoral por inteiro. Se assim não for iremos enfrentar uma oposição destrutiva”, afirmou Sérgio Oliveira.

Jorge Lacão, no uso da palavra, fez uma referência à jornalista e escritora Manuela de Azevedo, através da sua ligação à Casa-Memória de Camões e a este propósito disse que “Constância tem de voltar a ter a ambição de marcar a diferença. Temos de reabilitar uma identidade cultural própria para Constância e temos de voltar a ligar a reabilitação do centro histórico à presença dos criadores culturais da nossa sociedade”, frisou o dirigente socialista.

Lacão defendeu que “em Constância é possível fazer um centro de cultura portuguesa e o mandato autárquico com Sérgio Oliveira deve ter essa ambição: procurar colocar Constância no centro do mapa das iniciativas culturais no nosso país”.

O presidente da distrital de Santarém do Partido Socialista disse, por sua vez, que nos últimos oito anos nada aconteceu em Constância” e que com António Mendes e Sérgio Oliveira “viu-se que o trabalho de casa foi feito”. António Gameiro elogiou as qualidades do candidato do PS à Câmara de Constância e afirmou que “este momento é o culminar de um trabalho de preparação e de proximidade que António Mendes começou a fazer há quatro anos”, concluiu.

Candidatos à Assembleia Municipal

António Luís Mendes, que encabeça a lista de candidatos à Assembleia Municipal de Constância disse que a constituição deste órgão deliberativo é constituído por 70 elementos. Dado o elevado número apresentou, na sessão de sábado, 2 de setembro, os primeiros 30 e, desses, destacamos os primeiros 12: Isabel Costa, Natércio Candeias, Maria Gaspar, Carla Silvério,Pedro Pereira, Filipa Ferreira, Carlos Dias, Luís Rodrigues, Vanessa Rodrigues, Maria Teresa Palácio, Tiago Gonçalves e Maria Helena Roxo.

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome