Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Junho 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância | Projeto Estórias & Memórias desafia comunidade a desvendar adivinhas, provérbios e lengalengas

Novo ano é também sinónimo de continuidade no que respeita a projetos que pretendem enriquecer a comunidade e manter vivas as tradições e os saberes de outros tempos. Nessa linha, o Município de Constância vai continuar a promover este ano, através do Museu dos Rios e das Artes Marítimas, o projeto ‘Estórias & Memórias’, cujo propósito é o de preservar o património cultural imaterial do concelho, perpetuando o conhecimento dos mais antigos junto das gerações mais novas.

- Publicidade -

Com um vasto património de saberes e tradições, fruto do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido junto da comunidade sénior, nomeadamente com os utentes dos lares da Santa Casa da Misericórdia de Constância, o Museu dos Rios e Artes Marítimas lança agora um desafio à comunidade.

A iniciativa vai decorrer via virtual com a divulgação, quer na página de Facebook do Município quer na do Museu, de uma imagem. Através dessa imagem, a comunidade terá de identificar qual o dito, provérbio, adivinha, lengalenga ou até trava-línguas a que se refere a imagem, comentando a respetiva publicação na rede social.

- Publicidade -

O desafio será lançado às sextas-feiras, e teve início no dia 15 de janeiro. Posteriormente, o Município divulgará, na terça-feira seguinte, qual a resposta correta.

Projeto Estórias & Memórias lança desafio à comunidade. Imagem: CMC

Dinamizada pelo Município de Constância, através do Museu dos Rios e Artes Marítimas, o projeto ‘Estórias & Memórias’ tem por objetivo “manter vivas as tradições locais e os antigos saberes, recolhendo, conservando e divulgando o património cultural imaterial do concelho de Constância, reforçando a identidade do território, e perpetuando o conhecimento dos mais antigos junto das gerações mais novas”.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome