- Publicidade -
Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

Constância | Projeto de solidariedade “Sorrisos entre Letras” começou em Santa Margarida (C/VIDEO)

Voluntariado, solidariedade e gente de coração aberto são sinónimos do projeto “Sorrisos entre Letras” e dos cidadãos que o integram na freguesia de Santa Margarida da Coutada, concelho de Constância. O projeto, que teve início no dia 9 de janeiro, no Posto de Leitura da Junta de Freguesia de Santa Margarida da Coutada, vai decorrer durante todas as tardes das quartas-feiras, promovido pelo município através da Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill e por aquela Junta de Freguesia.

- Publicidade -

Cerca de 15 cidadãos responderam positivamente ao desafio do projeto, que passa por “criar uma peça em croché, destinada a crianças hospitalizadas em serviços oncológicos, enquanto se alinhava uma boa conversa”, e marcaram presença na 1ª sessão da iniciativa de cariz solidário. Nuno Ferreira, coordenador da Biblioteca Municipal Alexandre O´Neill disse ao mediotejo.net que a função das bibliotecas públicas passa também pela “coesão social”, desempenhando uma “função social cada vez maior”.

Na sessão inaugural, onde estiveram presentes os autarcas da Junta de Freguesia de Santa Margarida e também da Câmara Municipal de Constância, foi referido que o que se pretende com o projeto “Sorrisos entre Letras” é criar uma atividade regular no Posto de Leitura da Junta de Freguesia, com voluntários residentes ou não na freguesia, para confecionarem brinquedos, bonecos, cachecóis, gorros, entre outros, em croché ou lã, peças que se destinam a oferecer a crianças que estejam internados em serviços oncológicos.

- Publicidade -

Cerca de 15 cidadãos responderam positivamente ao desafio do projeto, que passa por “criar uma peça em croché, destinada a crianças hospitalizadas em serviços oncológicos, enquanto se alinhava uma boa conversa”. Foto: mediotejo.net

Posteriormente é objetivo a criação de um Clube de Solidariedade que possa alargar a sua intervenção junto de crianças e jovens institucionalizados com carências diversas.

A Biblioteca Municipal Alexandre O’Neill disponibiliza alguns livros e imagens de bonecos/objetos feitos em croché e dará o apoio necessário à realização do projeto e a Junta cede as instalações do seu Posto de Leitura. A participação é gratuita e decorre durante todas as tardes de quarta-feira.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome