Quarta-feira, Março 3, 2021
- Publicidade -

Constância | Presidente da República visitou Brigada Mecanizada (c/ fotos e vídeo)

O Presidente da República esteve no Campo Militar de Santa Margarida esta quarta-feira, dia 15, para conhecer a Brigada Mecanizada. A passagem pela unidade militar localizada na freguesia de Santa Margarida da Coutada durou pouco mais de duas horas, tempo suficiente para Marcelo Rebelo de Sousa receber honras militares, assistir a um briefing, visitar o Batalhão de Apoio de Serviços e chegar num carro de combate à demonstração militar.

- Publicidade -

A visita teve início por volta das 13h15 e juntou-se às diversas que têm marcado a agenda do Presidente da República num itinerário que percorre as unidades militares portuguesas. Esta quarta-feira foi a vez desta brigada do Exército Português sediada numa das maiores infraestruturas militares europeias, depois de ter passado pela Barragem do Castelo de Bode.

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu as Honras Militares com direito a 21 salvas de artilharia pouco antes de seguir para o briefing à porta fechada com as altas patentes militares presentes. Entre elas, o Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, General Pina Monteiro, o Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, e o Chefe do Estado-Maior do Exército, General Frederico Rovisco Duarte.

- Publicidade -

Presidente da República visita Brigada Mecanizada (Campo Militar de Santa Margarida, Constância)

Publicado por mediotejo.net em Quarta-feira, 15 de Novembro de 2017

O mediotejo.net acompanhou em direto a chegada de Marcelo Rebelo de Sousa à Brigada Mecanizada

Presentes em todos os momentos estiveram, igualmente, o Comandante da Brigada Mecanizada, Coronel Tirocinado de Infantaria Eduardo Mendes Ferrão, e o Comandante do Campo Militar de Santa Margarida, Coronel José Vinhas Nunes, que acompanharam o Presidente da República ao longo do programa que continuou com uma deslocação ao Batalhão de Apoio de Serviços, que tem valências de duplo uso, isto é, não apenas militares, mas também de engenharia de combate.

Uma vez conhecida aquela unidade operacional que presta apoio nos planos LIRA e FAUNOS, municípios e outras entidades como a ANPC – Autoridade Nacional de Proteção Civil e ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, a comitiva seguiu para o campo de tiro Delta D. Pedro, onde Marcelo Rebelo de Sousa chegou vestido com um camuflado e num carro de combate.

O Presidente da República entrou no campo de tiro Delta D. Pedro num carro de combate. Foto: mediotejo.net

A visita à unidade que tem como patrono o Condestável D. Nuno Álvares Pereira terminou com um exercício de fogo real, cuja situação tática foi explicada pelo Tenente Coronel de Cavalaria Celso Braz, Comandante do Agrupamento Mecanizado da Brigada Mecanizada. A demonstração consistiu num ataque frontal com o qual se pretendeu salientar duas principais funções de combate de que a Brigada Mecanizada dispõe, nomeadamente os “fogos” e o “movimento”.

O exercício foi realizado por duas secções do Grupo de Artilharia de Campanha 15,5 Autopropulsado (AP), um pelotão de morteiros pesados 10,7, forças de manobra de um sub-agrupamento constituídas por um pelotão de atiradores mecanizados e outro de carros de combate. No final, as forças envolvidas formaram em frente à tribuna, tendo Marcelo Rebelo de Sousa cumprimentado cada militar e posado para uma fotografia de grupo.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).