Constância: Parada de Montalvo recordada em sessão com a população e colóquio

A Parada de Montalvo. Foto DR (Arquivo Histórico Militar, coleção Arnaldo Garcez)

A Parada de Montalvo regressa ao concelho de Constância um século depois dos 20.000 soldados do Corpo Expedicionário Português terem desfilado no Terreiro da Parada. O Fórum Ribatejo e o município associaram-se e o centenário vai ser assinalado esta sexta-feira e sábado, dias 28 e 29 de outubro, na Quinta Dona Maria (Museu Quintas do Tejo) numa sessão com a população, num colóquio com historiadores e numa exposição temática.

PUB

A preparação dos soldados para a entrada de Portugal na I Guerra Mundial foi feita na cidade de Paulona, improvisada no Campo de Instrução e Manobra de Tancos (Vila Nova da Barquinha). Se a criação da cidade durou uns prodigiosos 40 dias, a preparação do Corpo Expedicionário Português foi igualmente feita em tempo recorde, três meses, ficando conhecida pelo “Milagre de Tancos”.

Antes da partida para as trincheiras da Flandres, as forças políticas e militares portuguesas decidiram mostrar o poderio do grupo de 20.000 homens preparado pelo General Norton de Matos, secundado pelo General Tamagnini. A data para o desfile das tropas foi escolhida, 22 de julho de 1916, assim como o local, Montalvo, mais propriamente no terreno hoje conhecido pelo Terreiro da Parada.

PUB

Um século depois, a Parada de Montalvo regressa ao concelho de Constância com a iniciativa “O Ribatejo e a Grande Guerra”, promovida pelo Fórum Ribatejo e o município, numa uma sessão com a população, um colóquio e uma exposição temática. As três atividades têm lugar na Quinta Dona Maria (Museu Quintas do Tejo), em Montalvo, realizando-se a primeira esta sexta-feira, 28, o segundo no sábado, 29, e a terceira durante os dois dias.

Na sexta-feira, pelas 20h30, são apresentadas “As Memórias da Grande Guerra em Montalvo” com a presença de familiares de militares do concelho que participaram no evento bélico. O momento inclui ainda a apresentação do livro “O Concelho de Constância e a Grande Guerra” com a Agenda de Algibeira de 1918 do combatente Manoel Rodrigues Silva, natural de Montalvo.

PUB

O dia de sábado é dedicado ao colóquio com oito apresentações de historiadores e uma homenagem a João Moreira, figura destacada no Ribatejo nas áreas da comunicação, cultura e património. A sessão de abertura está marcada para as 10h00 e a primeira apresentação “Montalvo e a Grande Guerra”, por António Matias Coelho, começa meia hora depois.

Às 10h50 a palavra passa para Anabela Cardoso, que irá falar sobre as “Memórias de Guerra de Manoel Rodrigues Silva – Um Militar do Corpo expedicionário Português de Montalvo”. A homenagem a João Moreira realiza-se depois do primeiro período de debate, pelas 11h40.

As intervenções da tarde começam às 15h00 com “A Grande Guerra e as Aparições de Fátima”, por Aurélio Lopes, e realizam-se de vinte em vinte minutos. Segue-se Fernando Rita com “O Concelho de Santarém na Grande Guerra” e Gabriel Feitor com “Anastácio Gonçalves e a Grande Guerra”.

Após o segundo debate, às 16h30, Maria Manuel Simão fala sobre “A Grande Guerra – Os cartaxenses e e a sua participação dentro e fora do país” e Luís Batista destaca o “Padre Manuel Caetano – Um capelão militar ribatejano do CEP na Flandres (1917/18)”.

A última apresentação deste colóquio com inscrição obrigatória pertence a Mariana Gregório e intitula-se “Os boches deram-nos um ataque… A Batalha de La Lys nas palavras do 2º Sargento Rodrigo António Rodrigues”, sendo seguida de debate.

Os interessados em participar deverão confirmar a sua presença no site da autarquia ou através do número de telefone 249 730 251 (secretariado da iniciativa).

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here