Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância | Município mantém preço das refeições escolares para ano letivo 2021/22

A Câmara Municipal de Constância aprovou por unanimidade a manutenção para o próximo ano letivo dos preços das refeições e dos lanches, em período letivo e não letivo. Um apoio que a vereadora com o pelouro da Educação, Filipa Montalvo, considera “justo continuar a prestar”, tendo em conta os constrangimentos que a pandemia veio trazer às famílias do concelho.

- Publicidade -

“No âmbito da preparação do próximo ano letivo, no que deve ser o apoio do município à alimentação das crianças, a proposta que se traz é a da manutenção do mesmo valor aplicado no ano transato para as refeições quer em período letivo quer em período não letivo”, expôs a vereadora com o pelouro da Educação na Câmara Municipal e Constância.

Referindo o contexto pandémico vivido como “um momento atípico”, Filipa Montalvo justifica a intenção de a autarquia manter os valores das refeições iguais aos do ano transato como sendo “uma forma de podermos continuar a garantir um apoio às famílias do concelho”. “Seria justo continuar a presentar um auxílio maior às famílias”, acrescentou.

- Publicidade -

Com esta manutenção de valores, as refeições em período não letivo rondarão 1,46€, enquanto os lanches, em período letivo e não letivo, ficarão nos 0,65€. No caso do Município, suportará cerca de 4,59€ por refeição principal e 1,32€ por lanche.

Em reunião de Câmara, a vereadora socialista deu conta de que existe a possibilidade de se manter o contrato efetuado com a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares no que respeita ao fornecimento de refeições até ao ano letivo 2022/2023, apesar do processo de transferência de competências, o que significa que, até essa data, não haverá necessidade de ser o Município a lançar o seu próprio concurso no âmbito do fornecimento de refeições escolares.

Questionada pelas vereadoras da CDU sobre a fiscalização das refeições, Filipa Montalvo esclareceu ainda que a mesma continuará a ser feita como até então, ficando a cargo do Ministério da Educação. O reporte de situações anormais deve ser feito pelos encarregados de educação ao Agrupamento de Escolas, primeiramente.

Ainda no que respeita à preparação do ano letivo 2021/2022, em reunião do executivo camarário foi aprovado um apoio de 9.500,00 € à Associação Os Quatro Cantos do Cisne no âmbito do projeto pedagógico e animação dos campos de férias, no sentido de “prestar apoio às famílias durante o período de interrupção letiva”.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome