- Publicidade -

Constância | Loja Social recebeu 2,7 toneladas de solidariedade

Os donativos recolhidos na Corrida Solidária São Silvestre, organizada em conjunto pela Brigada Mecanizada e o município, foram entregues nas vésperas de Natal, dia 21, na Loja Social de Constância. A segunda edição da iniciativa superou as expetativas e a solidariedade ganhou um novo peso no concelho com 2,7 toneladas de bens de primeira necessidade para os mais carenciados.

- Publicidade -

Os dois camiões militares que estacionaram na antiga Escola Primária, junto da Igreja Matriz de Constância, transportaram a vontade de ajudar das 758 pessoas que correram ou caminharam no Campo Militar de Santa Margarida no domingo passado. A “escoltá-la” vinha o Tenente-Coronel Félix, responsável pela organização da prova, que foi recebido pelo presidente da autarquia, Sérgio Oliveira, e alguns elementos do executivo municipal.

Fotos: mediotejo.net

- Publicidade -

Leite, massas, arroz, enlatados, roupas, brinquedos foram enchendo uma das divisões da Loja Social e segundo o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Constância, que também esteve presente, alguns destes bens essenciais chegarão ainda este ano a algumas das cerca de 90 pessoas sinalizadas, estando o resto da distribuição calendarizado para o início de 2018.

António Paulo Teixeira agradeceu às duas entidades organizadoras da iniciativa solidária organizada em prol de uma “boa causa” e que ajuda na missão de diminuir as dificuldades dos casos que se encontram em “situação de emergência”. À “satisfação” do Provedor juntou-se o sentimento de “felicidade” do presidente da autarquia, igualmente expresso ao mediotejo.net enquanto os últimos donativos eram recebidos e guardados.

Fotos: mediotejo.net

O volume obtido na segunda edição da prova, amadrinhada pela piloto Elisabete Jacinto e a recordista e campeã mundial de 50km marcha Inês Henriques, é considerado por ambos como uma “mais-valia” para o concelho e os utentes da Loja Social. Um resultado positivo que, para Sérgio Oliveira, demonstra que “quando as pessoas são motivadas e quando se empenham nestas questões respondem aos apelos que lhes são feitos”.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).