- Publicidade -

Constância | Junta impedida de ceder açude de Santa Margarida para concursos de pesca (C/VIDEO)

O açude de Santa Margarida da Coutada, em Constância, é muito requisitado por associações para a realização de Torneios de Pesca Desportiva sendo que alguns dos pesqueiros estão a precisar de obras e a junta de freguesia não pode responder às solicitações porque não tem o alvará de concessão em dia. Ainda não vai ser possível a realização de torneios, diz o presidente da junta de freguesia local, José Manuel Ricardo (PS), com o aproximar da primavera, época de excelência para estes torneios de ar livre e em contacto com a natureza, esperando a renovação da concessão do espaço por parte do ICNF para poder assumir a sua gestão.

- Publicidade -

“Já recebi cerca de oito pedidos para a realização de torneios de pesca mas não o podemos fazer, até resolver esta situação, que também penaliza a economia e a dinâmica da freguesia. Um torneio precisa do espaço só para os participantes, mas, sem a concessão do espaço, o mesmo fica livre para qualquer cidadão ir para lá e não podemos garantir a exclusividade a nenhuma organização. Foi uma situação que herdámos, precisamos de algum tempo para a resolver, mas este ano já não deve ser possível ter ali torneios de pesca”, disse José Manuel Ricardo.

- Publicidade -

José Manuel Ricardo, presidente da Junta de Freguesia de Santa Margarida da Coutada, lamenta não poder contar com o espaço para concursos de pesca. Foto: mediotejo.net

Enquanto decorrem as candidaturas para que se realizem as obras necessárias e a junta de freguesia readquira o alvará e a tutela do espaço, o açude é de acesso livre para a pesca, embora com problemas ao nível de segurança, alerta, por sua vez, o presidente da Câmara Municipal, Sérgio Oliveira (PS), tendo referido que grande parte dos pesqueiros não está em condições para a prática da pesca.

“O açude tem dois problemas distintos: um refere-se ao facto de a concessão do açude ter caducado no mandato anterior. Seis meses antes da concessão ter caducado devia-se ter iniciado o processo da renovação da concessão, o que não foi feito. O problema está no Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) a aguardar parecer”, referiu o autarca.

“O outro problema”, continuou, “diz respeito a uma candidatura feita à Associação TAGUS, onde se pretendia a requalificação da zona dos pesqueiros, num investimento que estimou entre os 30 mil e os 40 mil euros. Numa primeira fase a candidatura foi recusada e já neste atual mandato nós apresentámos o contraditório e estamos a aguardar a resposta”.

O projeto de candidatura para a requalificação do açude de Santa Margarida da Coutada, zona de lazer bastante frequentada não só pelos locais como por forasteiros, prevê a rentabilização da iluminação, a substituição de alguns pesqueiros e a instalação de mobiliário urbano.

Açude de Santa Margarida da Coutada

Uma das utilizações deste espaço é a pesca, no entanto a Câmara de Constância ainda não conseguiu obter o respetivo alvará para que possa concessionar a zona para a prática da pesca desportiva. Para já apenas é possível a pesca como atividade individual e de lazer.

O espelho de água criado pelo açude é também utilizado para o combate aos incêndios uma vez que os helicópteros vêm ali abastecer-se em caso de necessidade.

Por outro lado, Sérgio Oliveira anunciou na última Assembleia Municipal candidaturas que vão permitir apoios aos investimentos que vão avançar no Parque Ambiental de Santa Margarida (PASM), nomeadamente com a construção de uma nova torre de observação e a substituição e requalificação de passadiços, entre outras melhorias.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -