- Publicidade -
Terça-feira, Janeiro 18, 2022
- Publicidade -

Constância | Jardim-Horto de Camões assinala Dia Internacional dos Museus

Assinala-se esta segunda-feira, dia 18 de maio, o Dia Internacional dos Museus, e como habitual o Jardim-Horto de Camões abre as suas portas, com entradas gratuitas a todos os que queiram visitar o emblemático espaço da Vila Poema. O Jardim-Horto, em Constância, estará aberto das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00, permitindo visitas de 15 pessoas em simultâneo, devendo cumprir-se distância de segurança.

- Publicidade -

Recorde-se que o Jardim-Horto de Camões reabriu ao público no dia 4 de maio, depois de cerca de mês e meio de encerramento devido ao Estado de Emergência nacional. Por questões de segurança sanitária, refere a Associação Casa-Memória de Camões, as entradas no espaço devem cumprir com medidas de proteção e segurança, nomeadamente com o cumprimento de devidas distâncias, de cerca de 2 metros, entre os visitantes.

Pavilhão de Macau, no Jardim-Horto de Camões. Foto: mediotejo.net

“Situado em Constância, vila que tem uma relação muito especial com a memória de Camões que a tradição popular diz ter aí vivido durante algum tempo, o Jardim-Horto apresenta a grande maioria das plantas referidas pelo poeta na lírica e n’Os Lusíadas, num total de mais de meia centena de espécies. Mais do que um jardim, é um monumento vivo ao nosso épico, através das plantas que ele canta”, pode ler-se em informação enviada pela Associação Casa-Memória de Camões.

- Publicidade -

O Jardim-Horto, inaugurado em 1991, conta com muitos motivos de interesse, entre os quais a Rota de Camões, o Pavilhão de Macau, o Planetário de Ptolomeu num pequeno auditório aberto, um monumento à Ilha dos Amores, um grande tabuleiro de xadrez ao ar livre e a maior esfera armilar existente em Portugal.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome