- Publicidade -

Constância inicia processo de atualização de Carta Educativa

A Câmara Municipal de Constância está a trabalhar no processo de atualização da Carta Educativa Concelhia e no Plano Estratégico Educativo do Concelho, pelo que vai começar a auscultar a comunidade sobre estas matérias, informou a autarquia, referindo ainda que, para o efeito, vai começar a promover sessões públicas e aplicar alguns questionários.

- Publicidade -

Em nota de imprensa, a autarquia destaca que a Carta Educativa é, a nível municipal, o “instrumento de planeamento e ordenamento prospetivo de edifícios e equipamentos educativos a realizar no concelho, de acordo com as ofertas de educação e formação que sejam necessárias satisfazer, tendo em vista a melhor utilização dos recursos educativos”, no quadro do desenvolvimento demográfico e socioeconómico de cada município.

O Plano Estratégico Educativo Municipal traduz-se num documento que visa refletir, estrategicamente, a médio/longo prazo sobre a educação formal e não formal em Constância, planear as intervenções mais relevantes e articular forças e vontades para o seu cumprimento.

- Publicidade -

Considerando que o município pretende que tanto a Carta Educativa como o Plano Estratégico Educativo Municipal transmitam uma imagem realista do que a comunidade concelhia ambiciona, e fazendo notar que “a opinião de todos é importante”, a autarquia refere que vai promover várias sessões presenciais, dirigidas aos diversos intervenientes com competência em matéria de educação formal/não formal, nomeadamente associações e coletividades do concelho, diretores de estabelecimentos de ensino privado e público na área de influência, organizações artísticas e desportivas com vertente de formação, IPSS locais com respostas sociais diretamente ligadas ao apoio a crianças e jovens, assim como as que possibilitam a aprendizagem ao longo da vida.

julia
Júlia Amorim, presidente da Câmara Municipal de Constância

Apelando à participação da população e agentes envolvidos na matéria, a Câmara de Constância refere que vai começar a proceder à aplicação de questionários dirigidos a alunos do 4.º, 6.º, 9.º e 12.º ano, à Comunidade Educativa (docentes, não docentes, encarregados de educação e comunidade em geral), e a empresas locais.

Para além do contributo pessoal e profissional da comunidade e dos elementos técnicos envolvidos, este processo conta com o apoio técnico da equipa da Rede ESCXEL (Rede de Escolas de Excelência), da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

olga
Olga Antunes (à esq) é a nova diretora do Agrupamento de Escolas de Constância. Sucede no cargo a Anabela Grácio (à dirtª).

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -