Constância | Incêndio em silo de biomassa na fábrica do Caima em resolução

19:30 – Entrou em fase de resolução o incêndio que deflagrou este sábado num silo de biomassa na fábrica do Caima, em Constância, e que envolveu cerca de 90 operacionais no combate às chamas, apoiados por perto de três dezenas de viaturas. Em declarações ao mediotejo.net, Marco Gomes, comandante dos bombeiros, disse que a operação foi bem sucedida, não houve feridos a registar, e que o incêndio provocou apenas danos estruturais no edifício, nomeadamente na sua cobertura.

PUB

“O Caima acionou de imediato o seu plano de emergência e teve a sua equipa envolvida na operação, assim como a GNR e bombeiros de diversas corporações da região”, deu conta Marco Gomes cerca das 19:30, altura em que os bombeiros estavam a proceder à remoção da matéria depositada no interior do silo, um edifício com cerca de 50 metros de comprimento, 20 de largura e 30 metros de altura. O comandante estimou que cerca de 50% do edifício tenha sido afetado pelo incêndio.

Incêndio no silo de biomassa na fábrica do Caima, em Constância. Foto: DR

17:00 – Um incêndio num silo de biomassa na fábrica do Caima, em Constância, deflagrou às 15:17, estando 91 operacionais, apoiados por 34 viaturas, envolvidos cerca das 17:00 no combate às chamas naquela fábrica de celulose.

PUB

O comandante dos bombeiros de Constância, Marco Gomes, disse ao mediotejo.net que parte do silo de biomassa, estrutura com uma dimensão considerável e que estimou ter 40 metros de largura e 30 metros de altura, foi tomado pelas chamas e que o a estratégia passa pelo combate direto tentando “evitar que o incêndio se alastre ao exterior”.

“Vai ser uma tarde muito difícil e estão mais meios a caminho”, disse o comandante, cerca das 17:00, tendo feito notar que as chamas estão neste momento restritas ao interior do silo de biomassa, equipamento que está a sofrer danos estruturais devido às altas temperaturas provocadas por este incêndio e pelo material combustível em causa.

PUB

“Neste momento temos homens no interior do silo a tentar recolher informações para fazermos o combate direto o máximo possível”, deu conta, sendo objetivo dos operacionais “evitar que o incêndio, que está restrito ao interior do silo, se alastre ao exterior”.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here