Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Setembro 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Constância homenageia entidades e individualidades do concelho (CORRIGIDA)

A Câmara Municipal de Constância homenageou na passada segunda-feira, dia 7, a Santa Casa da Misericórdia, duas unidades de alojamento local (Quinta do Outeiro Alto e Casa da Aldeia) e a cantora Ana Laíns durante a iniciativa “Gostar de Constância”. A quinta edição do evento decorreu no cineteatro municipal, cuja plateia foi pequena para acomodar o público presente, e foi abrilhantada pelas atuações da fadista, dos alunos da creche e dos utentes do lar de idosos da Santa Casa da Misericórdia.

- Publicidade -

A passagem de Punhete a Notável Vila de Constância por decreto da rainha D. Maria II, a 7 de dezembro de 1836, é assinalada desde 2011 pela autarquia com a iniciativa “Gostar de Constância”, que presta homenagem a entidades e individualidades das três freguesias do concelho que se tenham destacado em diversas áreas.

Nesta quinta edição os selecionados foram a Santa Casa da Misericórdia de Constância, duas unidades de alojamento local, a Quinta do Outeiro Alto e a Casa da Aldeia, inauguradas no primeiro trimestre deste ano em Santa Margarida da Coutada, e a fadista Ana Laíns, que cresceu na freguesia de Montalvo.

- Publicidade -

A plateia do cineteatro municipal, reaberto ao público no passado dia 29 de maio depois de obras de reabilitação no valor de 10.000 euros, não teve capacidade para receber as muitas pessoas que ali se deslocaram e algumas assistiram em pé ao evento com mais de três horas e meia nos foyers laterais. Os homenageados foram apresentados através de vídeos e entrevistas conduzidas pelo historiador António Matias Coelho, autor de algumas obras sobre o concelho e do epíteto “Constância, Vila Poema”. Todos foram granjeados com uma serigrafia alusiva a Constância da artista abrantina Ana Paula Dias.

DSCF8137

Homenageados e convidados na primeira fila de uma plateia repleta

A presidente da câmara municipal, Júlia Amorim, falou com o mediotejo.net durante o evento e salientou a importância do mesmo como a celebração de um dia “que diz muito ao nosso concelho”, uma “forma de reconhecer pessoas e entidades que ao longo da sua vida têm demonstrado gostar de Constância”, em torno das quais o concelho se deve unir e inspirar. A escolha dos homenageados desta edição foi justificada com a “importante resposta social” que a Santa Casa da Misericórdia tem prestado, a aposta de dois particulares (Celeste Felgueiras e Sérgio Correia) em projetos “muito interessantes” e a carreira “sobejamente conhecida” de Ana Laíns.

DSCF8198 (2)

Atuação dos alunos da creche da Santa Casa da Misericórdia

A apresentação da iniciativa ficou a cargo de Helena Calhau, técnica superior da Câmara Municipal, e as entrevistas foram intercaladas por atuações dos utentes da Santa Casa da Misericórdia nas valências de creche e lar de idosos. As crianças da creche “Os Pequenos Poetas” proporcionaram um dos pontos altos da noite com o momento de dança e dramatização “Um lugar Encantado para a Imaginação” e os idosos da resposta social de Lar animaram o público com a atuação musical intitulada “Uma música, um momento”.

DSCF8211 (2)

Utentes da valência de lar da Santa Casa da Misericórdia

O Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Constância, António Paulo Teixeira, foi o primeiro entrevistado e caracterizou a situação atual desta IPSS que, atualmente, apoia 30 famílias carenciadas e emprega mais de 60 pessoas no concelho. Entre os temas abordados estiveram a necessidade de algumas obras, os diversos projetos e ações desenvolvidos, o património existente e a necessidade de autossustentabilidade daquela instituição.

DSCF8161 (2)

António Matias Coelho e António Paulo Teixeira

Celeste Felgueiras e Sérgio Correia, ambos nascidos fora do concelho e proprietários das unidades de alojamento local Quinta do Outeiro Alto e da Casa da Aldeia, respetivamente, referiram na entrevista conjunta a crescente procura por parte de clientes nacionais e estrangeiros, que tem excedido as expetativas e poderá gerar investimentos futuros. Celeste Felgueiras focou as inúmeras atividades com animais e atividades de aventura e Sérgio Correia descreveu a experiência proporcionada como um encontro de amigos num ambiente calmo e relaxante. Ambos consideram que a oferta não é concorrente, mas sim complementar.

DSCF8265 (2)

Celeste Felgueiras e Sérgio Correia

A última entrevistada da noite foi Ana Laíns, que falou de forma emocionada sobre a carreira profissional iniciada em 1999, os dois trabalhos discográficos “Sentidos” e “Quatro Caminhos”, as recordações dos tempos de escola e das traquinices que fazia à escondidas da mãe. A fadista, que se considera sobretudo cantora, referiu por diversas vezes o facto de se sentir abençoada e agradeceu o apoio dos diversos executivos municipais. A sua atuação musical no palco que pisou pela primeira vez aos 14 anos, há 22, fechou o evento com chave de ouro.

DSCF8434 (2)

Ana Laíns cantou no final do evento

Em declarações ao mediotejo.net, os quatro homenageados demonstraram-se muito satisfeitos com a iniciativa “Gostar de Constância”. António Paulo Teixeira agradeceu “em nome de todos aqueles que partilham o dia a dia connosco” um reconhecimento que lhe trouxe “alegria total”. Ao passo que Celeste Felgueiras encarou a homenagem “como um incentivo para continuar”, Sérgio Correia salientou, por sua vez, ser “gratificante quando reconhecem o nosso trabalho, o nosso esforço”. Ana Laíns caracterizou a distinção como algo “mais importante do que qualquer óscar”, defendendo que é na região e junto das pessoas mais próximas “que devemos fazer a diferença e inspirar”.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

2 COMENTÁRIOS

  1. Permitam-me duas correções no que me diz respeito:
    O meu nome é António Matias Coelho (ao contrário de muita gente que não se identifica com o seu nome, eu gosto muito do meu…).
    E não sou autor de obras «literárias» sobre o concelho de Constância, mas de obras sobre a história e o património do concelho.
    Saudações amigas!
    António Matias Coelho

Responder a António Matias Coelho Cancelar resposta

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome