- Publicidade -
Terça-feira, Janeiro 18, 2022
- Publicidade -

Constância | Empreitada de requalificação da Avenida das Forças Armadas arranca em 2022

Já foi adjudicada a obra de requalificação da Avenida das Forças Armadas e do Largo Heitor da Silveira, no centro histórico da vila de Constância. Num investimento de 478 mil euros, financiada a 85% por fundos comunitários, prevê-se a requalificação do pavimento, passeios e a criação de uma bolsa de estacionamento, bem como de acessibilidades para pessoas com mobilidade reduzida. Em reunião de Câmara, o autarca constanciense adiantou ainda que a obra dos acessos ao Centro Escolar de Montalvo só vai arrancar em 2022.

- Publicidade -

Após um primeiro concurso público que ficou deserto e levou à revisão de preços, a autarquia constanciense já adjudicou a empreitada relativa à requalificação da Avenida das Forças Armadas, uma das principais artérias do centro histórico da vila.

Com um valor de 478.900,00€ e a ser financiada a 85% por fundos comunitários, a Câmara Municipal aprovou por maioria na reunião de 24 de novembro (com a abstenção da vereadora da CDU, Manuela Arsénio), a adjudicação da obra e a minuta do contrato.

- Publicidade -

A intervenção pretende intervir no pavimento e na envolvente da avenida, os passeios – espaços que o presidente da autarquia admite estarem degradados – e engloba, nomeadamente, a colocação de paralelos em granito, passeios em calçada calcária e passadeiras sobrelevadas.

“É requalificar aquela zona mas ao mesmo tempo torná-la mais acessível, através de uma mobilidade sustentável – foi essa a base do projeto que foi desenvolvido porque se assim não fosse não tínhamos financiamento comunitário para a obra”, explanou Sérgio Oliveira (PS) em reunião de executivo.

- Publicidade -

“Na questão da iluminação pública, serão mantidos os tipos de candeeiros que lá estão mas renovados e requalificados. Será criada uma bolsa de estacionamento em frente ao edifício das Finanças”, acrescentou também.

Numa empreitada em que o edil garante que não irá “descaracterizar o centro histórico da vila”, está ainda contemplada a intervenção no Largo Heitor da Silveira, junto ao Jardim-Horto de Camões.

Projeto de requalificação da Avenida das Forças Armadas, em Constância, vai incluir intervenção no Largo Heitor da Silveira, junto ao Jardim-Horto de Camões. Imagem: CMC

“No Largo Heitor da Silveira, o pavimento será todo para levantar e ficará com uma área acessível em placas de granito cinzento – tornando toda aquela zona acessível a pessoas com mobilidade reduzida e dando uma transição e uma área mais de rede viária ao entrar-se na Praça Alexandre Herculano (…) passa a ser uma área toda com lajetas em granito”, avançou o presidente do Município.

ÁUDIO | Presidente da CM Constância sobre projeto de requalificação:

Com uma perspetiva inicial de que a obra arranque em 2022, o autarca assume que perante uma zona ribeirinha requalificada, e com esta intervenção, os próximos passos a dar serão concretizar o novo Museu dos Rios e das Artes Marítimas junto ao Jardim-Horto de Camões e avançar “o quanto antes, assim que tenhamos a luz verde da APA”, com o projeto de execução da praia fluvial.

CDU MANIFESTA “LAMENTO PROFUNDO” PELA FALTA DE ACOMPANHAMENTO ARQUEOLÓGICO DA OBRA

Com a abstenção da vereadora da CDU na hora de votar a proposta de adjudicação e minuta de contrato da empreitada de requalificação da Avenida das Forças Armadas e do Largo Heitor da Silveira,  Manuela Arsénio admitiu que foi com “um lamento profundo” que viu as questões relativas ao acompanhamento arqueológico não terem sido consideradas.

“Para mim seria inevitável, pelo menos, sondagens iniciais antes do avançar da obra”, disse, acrescentando, em relação ao Largo Heitor da Silveira, que era possível “manter o pitoresco daquele espaço a conviver com linhas de acessibilidade”.

Reunião da Câmara Municipal de Constância, 24 de novembro de 2021. Imagem: mediotejo.net

Em resposta, o presidente da autarquia assegurou que a não contratação de arqueólogo se prende com o facto de esta ser uma intervenção que não envolve “remoção de terras”, mas assegurou que “se houver um ponto em que seja necessário, obviamente que o arqueólogo será contratado”.

ACESSOS AO CENTRO ESCOLAR DE MONTALVO SÓ ARRANCAM EM 2022

À semelhança da empreitada da Avenida das Forças Armadas, também só em 2022 se prevê que arranque a requalificação da Rua da Relvinha e da Rua D. Afonso Henriques, que dão acesso ao Centro Escolar de Montalvo, em Constância.

Centro Escolar de Montalvo. Foto: Ana Rita Cristóvão | mediotejo.net

Já com obra adjudicada à empresa Lena, Engenharia e Construção, S.A., em consórcio com a Nov Pro Construções, SA, num investimento de 230.000,00€ (acrescido de IVA) financiado pelo município, o presidente Sérgio Oliveira deu conta na sessão do executivo camarário de 24 de novembro que a indicação recebida por parte do empreiteiro é a de que a obra terá início “na segunda semana de janeiro”.

Após uma primeira previsão de arranque para outubro passado, o edil não dá garantias sobre esta nova data, justificando a situação com os “momentos de grande instabilidade” vividos na área da construção civil (motivo apontado pelo empreiteiro).

Com esta intervenção, pretende-se a requalificação de um caminho pedonal existente, a criação de uma zona de estacionamento e passeio na Rua da Relvinha bem como a criação de uma rotunda no entroncamento das duas ruas para reorganizar o trânsito.

Em estado mais avançado, no concelho está a decorrer a requalificação da Rua Moinho de Vento (artéria da vila que passa junto à Escola Básica e Secundária Luís de Camões), num investimento de 224.000,00€ financiado a 85% por fundos comunitários.

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome